Últimas Notícias

Com III Seminário sobre Teses e TCCs, JPS-SP encerra atividades 2017

Por Clara Zaim

O programa de Jovens Profissionais do Saneamento da ABES-SP (JPS-SP) realizou, nesta quinta, 14 de dezembro, o terceiro “Seminário JPS-SP Teses e TCCs”, sua última atividade do ano. Com o objetivo de divulgar os trabalhos e valorizar os novos profissionais do mercado, o evento ocorreu na sede da ABES-SP. Os palestrantes foram: Polen Fabia Santana, Flavia Aparecida Ferreira de Sousa, Larissa Oliveira, Mayara de Oliveira Bezerra, Thais Rocha da Queiroz e Álvaro Diogo Teixeira, coordenador nacional do JPS, que apresentou sua dissertação de mestrado.

Polen Fabia Santana, estudante de Engenharia Ambiental e Sanitária, na Unisa, apresentou o trabalho: “Estudo de implantação de fossa séptica biodigestor em propriedade rural em Embu Guaçu”. A palestrante discorreu sobre esquema/modelos de fossa séptica biodigestor, dificuldades para a implantação devido a políticas públicas e benefícios sociais/econômicos que a implantação proporciona para a sociedade e a importância da divulgação sobre o assunto.

“Embu Guaçu é uma área manancial e não tem políticas públicas que visam a utilização de fossa séptica biodigestor. Quero incentivar as pessoas que moram nas áreas rurais da cidade a conhecerem o tema. É a primeira vez que apresento o meu trabalho para o público e gostaria de levá-lo para outros municípios”, disse Polen.

Foto: Roberta Rodrigues

”Mudanças Climáticas: um comparativo entre o Brasil e a Espanha” foi o tema apresentado pelas as autoras Flavia Aparecida Ferreira de Sousa, Larissa Oliveira, Mayara de Oliveira Bezerra e Thais Rocha da Queiroz, estudantes de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Metodista, que chegaram a apresentar o trabalho para a APEC (Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros na Catalunha). Flavia Sousa e Mayara Oliveira basearam-se em dados oficiais para fazer um comparativo e discorrer sobre o início e efeitos das mudanças climáticas e preocupação com o meio ambiente, conferências e tratados, emissões, mudanças naturais, efeitos das mudanças climáticas (ambiental, social e econômico, medidas, mitigação, plano nacional de adaptação do clima e adaptação).

As palestrantes falaram sobre a escolha do tema do trabalho, a apresentação na Espanha e a oportunidade de compartilhar a pesquisa com o JPS.

Mayara Oliveira conta que está satisfeita com a divulgação da pesquisa: “Escrevemos um resumo estendido para a APEC, o JPS gostou do nosso trabalho e pediu para nós apresentarmos. É muito satisfatório poder divulgar a nossa pesquisa”, afirmou a estudante

Já Flavia Sousa destacou a importância do tema: “Resolvemos fazer esse trabalho porque é um tema que nos interessa bastante. Tinha que ter uma viabilidade, fazer um comparativo, o que vem sendo efeito nos dois países para enfrentar as dificuldades. Conseguimos a aprovação da apresentação do trabalho na APEC da Espanha. Tivemos a oportunidade de apresentar o trabalho para o JPS e é um tema que está em alta”, frisou.

Foto: Roberta Rodrigues

Alvaro Diogo Teixeira, coordenador nacional do JPS, apresentou a sua tese de mestrado: “Desenvolvimento de coletor de água de chuva em ambiente urbano e caracterização preliminar da água do escoamento inicial (FIRST FLUSH)”.

Ele discorreu sobre disponibilidade hídrica, poluentes identificados em água de chuva, situação dos usos da água, aproveitamento/reaproveitamento, benefícios do aproveitamento de água de chuva, norma ABNT NBR 15.527:2007, descarte do escoamento inicial, estudos e tecnologias, coleta de mostra de chuva, análises, desenvolvimento do coletor de água de chuva e sólidos suspensos.

“Foi muito bom apresentar o trabalho para o pessoal junto com os TCCs. Foquei no que é estar no processo de mestrado, das dificuldades e das limitações de questões financeiras. Espero ter ajudado mesmo com as dificuldades. É sempre bom continuar com os estudos sobre saneamento e ajudar a fortalecer a nossa área”, finalizou Álvaro Diogo.

No final do seminário, Álvaro e Thomas Ficarelli, coordenador do JPS-SP, fizeram um balanço anual do JPS, citaram o crescimento, sucesso do programa em todo país.

Já Thomas Ficarelli falou sobre algumas atividades, voluntariado, eventos e futuras parcerias que estão sendo trabalhadas com empresas de grande porte.

“É uma oportunidade muito bacana do jovem poder apresentar o seu trabalho em outro ambiente que não seja a sala de aula da universidade. Aqui, outros assuntos acabam sendo abordados e outras dicas acabam sendo dadas. Vamos continuar com as atividades de seminários JPS por temas”, concluiu Thomas Ficarelli.

Foto: Roberta Rodrigues
Foto: Clara Zaim

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: