IX Seminário Nacional e IV Encontro Latino-Americano de Saneamento Rural: eventos pretendem atingir as mais altas esferas dos governos estaduais e federal, afirma coordenadora da CT Saneamento Rural da ABES

A Câmara Temática de Saneamento Rural da ABES, os Sisars e Centrais, com apoio da GESAR (Gerência de Saneamento Rural) da CAGECE (Companhia de Saneamento do Ceará, promoverão, de 23 a 25 de maio, em Quixadá, no Ceará, mais três eventos que, segundo a coordenadora da CT, Mônica Bicalho Pinto Rodrigues, “pretendem, como os demais, não só reunir os técnicos envolvidos com saneamento nas áreas rurais, mas principalmente atingir as mais altas esferas dos governos estaduais e federal, na busca da universalização do saneamento em nosso país.”

O “IX Seminário Nacional e IV Encontro Latino-Americano de Saneamento Rural”, integrados ao “IX Seminário de Gestão dos Sisars e Centrais” abordarão o tema “Água, Saneamento e Saúde” e serão realizados no Instituto de Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE. Eventos contarão com a participação de palestrantes nacionais e internacionais. Confira aqui a programação.

Mônica Bicalho

A engenheira destaca a importância do trabalho da CT, que completa 20 anos em 2018. “Assumimos em 2008 a coordenação dessa Câmara, que tem uma característica muito especial: trabalhamos com técnica e com muito sentimento”, frisa Mônica. “Nos 10 anos de nossa gestão, demos continuidade ao trabalho de nossos antecessores, cientes de que as alternativas para o saneamento rural em nosso país dependem basicamente de planejamento de ações e de maior integração entre as instituições e os profissionais responsáveis pelos programas destinados a saneamento, nas áreas rurais de nossos estados”, conta.

Saneamento básico

Segundo Mônica, a inexistência de saneamento básico na maioria das comunidades não atendidas pelas concessionárias estaduais e municipais se deve “à ausência de viabilidade financeira, exigência de soluções tecnológicas diferenciadas e ausência de cultura objetivando a formação dos técnicos para lidar com soluções alternativas, com a participação da comunidade na gestão de sistemas”, afirma e acrescenta que s saneamento rural, na maioria dos estados, ressente-se da ausência de planejamento, gestão, eficiência, efetividade e eficácia dos serviços. “Para mudar esta realidade, temos sempre procurado, nos eventos que organizamos e em outros dos quais somos convidados a participar, divulgar os modelos de gestão participativa praticados em alguns estados, como o Sisar (Ceará e Piauí) e Centrais de Associações (Bahia), já reconhecidos internacionalmente como modelões de sucesso”, diz.

“Com muita alegria”, salienta ela, “teremos neste seminário os Estados de Alagoas e Pernambuco apresentando suas ações, através de gestão que garanta a sustentabilidade dos sistemas de abastecimento de água existente nas áreas rurais de seus estados”.

Parceria

Ainda de acordo com a coordenadora da CT, a COSUDE – Agência de Cooperação Suiça para o Desenvolvimento e o Banco Mundial, grandes parceiros e apoiadores, estarão em Quixadá para apresentar suas atividades no apoio à implementação de programas de saneamento rural na América Latina.

Pela visibilidade adquirida pelo SISAR nos últimos anos, conforme ressalta Mônica, o Ceará recebeu várias missões internacionais, além de ter feito viagens promovendo intercâmbio entre países, o que também será abordado neste encontro. “A importância das ações sociais será explicitada, mais uma vez, visando reforçar sua importância junto às comunidades para o sucesso dos programas e das parcerias na implantação de sistemas de saneamento em áreas rurais”, finaliza Mônica.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: