Diretor nacional da ABES fala sobre MP do Saneamento na 80ª Reunião Plenária Ordinária do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, em Brasília

O diretor nacional da ABES, Sérgio Gonçalves, participou, nesta sexta, 20 de julho, da 80ª Reunião Plenária Ordinária do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), em Brasília, no Distrito Federal. Em sua apresentação, Sérgio discorreu sobre a Medida Provisória do Saneamento Básico, assinada pelo presidente Michel Temer em 6 de julho, na capital federal.

“A ABES tem uma posição muito clara sobre a MP”, destacou Sérgio Gonçalves. Ele lembrou que a entidade promoveu outras apresentações a respeito do tema por todo o Brasil, além da movimentação nacional em 31 de julho, quando ABES, ABAR, AESBE e ASSEAME promoverão, das 10h às 12h, o Dia Nacional contra a MP do Saneamento (saiba mais aqui).

“Nós, como ABES, entendemos que os ajustes devem ser feitos democraticamente por meio de um projeto de lei”, reforçou o engenheiro. “Se o governo acha que tem que ter modificações e o próprio setor pode querer isso, que se faça por um PL, que se debata no Conselho Nacional das Cidades – que, infelizmente, está fechado, nas câmaras técnicas próprias, com a área de desenvolvimento urbano desse pais. O saneamento reflete diretamente no desenvolvimento urbano social qualidade de vida saúde pública”, frisou.

O presidente da ABES Seção Distrito Federal (ABES-DF), João Marcos Paes de Almeida, também participou da reunião. Ele falou sobre a ABES, destacando os seus 52 anos de existência e luta pelo saneamento e da diversidade de profissionais atuantes na entidade. “A ABES congrega profissionais de todas as áreas: arquitetos, urbanistas, biólogos, cartógrafos, geólogos… Uma gama total de profissionais que tratam da engenharia e da saúde pública”, enfatizou.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: