Comunicado da ABES sobre o rompimento da barragem em Brumadinho/MG

Foto: reprodução BBC

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES se solidariza com todos os atingidos por mais essa tragédia social e ambiental no município de Brumadinho, em Minas Gerais.

É lamentável que o Brasil, um dos países que mais têm se destacado na preocupação com as questões ambientais nos últimos anos, venha diminuindo iniciativas nesse sentido e sofra mais uma vez com uma ocorrência que certamente terá sérias consequências para a região e para o país, a exemplo do rompimento da barragem em Mariana/MG.

Nos próximos dias teremos mais informações sobre os impactos. O mais urgente agora são as ações de busca às vítimas e o apoio à população local. Posteriormente virão à tona os danos ambientais, que indubitavelmente serão imensuráveis.

A ABES, que há 52 anos trabalha pelo saneamento, pela saúde e pela qualidade de vida das pessoas, possui profissionais associados integrando os Comitês de Bacias Hidrográficas pelo país e o tema “segurança das barragens” é sempre debatido. As efetivas ações de prevenção e fiscalização dessas barragens ainda são pontos que não têm a devida transparência e informação disponíveis à sociedade.

E assim vamos acumulando desastre após desastre, entre tantos como nas Bacias dos rios federais Paraíba do Sul, Doce e, agora, no Velho Chico…Vamos ceifando vidas e destruindo nossos recursos naturais, na contramão das preocupações mundiais em relação ao nosso planeta.

Neste momento de profunda dor e indignação, é urgente que profissionais, estudiosos, entidades ambientais, poder público e sociedade dialoguem e mobilizem-se para que o Meio Ambiente seja uma questão prioritária das agendas governamentais em todos os níveis. Somente uma visão nacional voltada ao desenvolvimento sustentável garantirá ao Brasil um crescimento que melhore a vida de todos os brasileiros, seja benéfico aos negócios e respeitoso às gerações futuras, do Brasil e do mundo.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: