Últimas Notícias

JPS-SP: Núcleo Baixada Santista realiza visita técnica ao Aquapolo

Silvia Boffa, Lilyany Andrade e Kelly Magdallene

No dia 26 de setembro, integrantes do JPS-SP Núcleo Baixada Santista realizaram uma visita técnica à produtora de água industrial Aquapolo – o maior empreendimento para a produção de água industrial na América do Sul e quinto maior do planeta-, situado na Sabesp, em São Caetano do Sul/SP.

A visita foi conduzida pela especialista de apoio operacional, Silvia Maria da Silva Boffa. Estiveram presentes a coordenadora do Núcleo Baixada Santista do JPS-SP, Lilyany Andrade, e as integrantes Kayane Franco (Analista de Sustentabilidade do Aquapolo) e Kelly Magdalene.

Integrantes do JPS Baixada Santista, Lilyany Andrade, Kayane Franco e Kelly Magdallene

Segundo Silvia, o projeto surgiu devido à alta demanda de consumo e à densidade demográfica da Região Metropolitana de São Paulo – RMSP. Durante a crise hídrica que ocorreu no estado [2014/2015], o projeto manteve estável o fornecimento de água industrial.

“É gratificante trabalhar em um projeto no qual você enxerga claramente o impacto ambiental que ele causa. São 400L/s de água de reúso produzidos, que antes eram descartados em rios, e também o fato de poupar o recurso”, ressaltou a especialista.

A água secundária (esgoto tratado), que sai da Sabesp, passa por um tratamento biológico combinando sistema de ultrafiltração por membranas e osmose reversa. Uma parte da água resultante da ultrafiltração é direcionada ao sistema de osmose reversa e a água industrial é composta por cerca de 30% de água de osmose, formando assim o blend, como informa o site do Aquapolo.

O blend é uma mistura de preparo da água industrial com parâmetros adequados para o processo, auxiliando na redução de problemas de manutenção dos equipamentos das empresas abastecidas por esta água. “Como a água tem parâmetros bem controlados, problemas de incrustação, por exemplo, tem menor impacto. Tudo isso refletiu na ampliação do tempo de manutenção para as empresas que utilizam a água industrial produzida pelo Aquapolo”, explicou Silvia.

Para a voluntária Kelly Magdallene, Engenheira Ambiental, conhecer o processo foi enriquecedor, “uma experiência maravilhosa”. O que mais me chamou a atenção foi a qualidade da água de reúso que a Aquapolo envia para a indústria. A água visivelmente parece potável de tão limpa, o que mostra que a água de reúso é uma alternativa sustentável e necessária para a redução da exploração de mais recursos naturais”, disse ela.

A Engenheira Química e coordenadora do JPS Baixada Santista relatou sua experiência: “ Conheci o Aquapolo vendo uma matéria no jornal e desde então fiquei fascinada pelo processo. Então, realizar essa visita foi um grande aprendizado para nós que estamos sempre em contato com o tema saneamento”, afirmou Lilyany Andrade. “Essa visita mostrou um projeto pioneiro que, se fosse replicado ao redor do mundo, o impacto do uso de recursos hídricos na indústria seria de um benefício imenso ao meio ambiente”, concluiu a jovem profissional.

Foto: Projeto Aquapolo situado na SABESP em São Caetano do Sul

Fonte: JPS-SP Núcleo Santos, com informações do Aquapolo
Para saber mais sobre o projeto, acesse aqui.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: