ABES participa de oficina sobre sustentabilidade hídrica do Semiárido, promovida pelo Comitê da Bacia do São Francisco

O diretor nacional da ABES para a Região Sudeste e membro da ABES-MG, Márcio Pedrosa, representou a entidade na “Oficina de Sustentabilidade Hídrica do Semiárido”, realizada, nos dias 7 e 8 de novembro, em Petrolina, sertão de Pernambuco, pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). O evento debateu e apresentou diversas abordagens que exemplificam ações de convivência e contribuem para a sustentabilidade hídrica no Semiárido, região com pouca chuva e clima seco.

“A oficina foi uma oportunidade excelente para que o publico pudesse conhecer um pouco mais do que foi feito nessa região, que já representa mais de 60% de toda a Bacia do Rio São Francisco, além de ter uma importância fundamental para que possam ser desenvolvidas ações no sentido de preservação com sustentabilidade”, comenta Márcio Pedrosa.

Segundo ele, no evento, foram apresentadas várias experiencias exitosas. Uma delas é a iniciativa Pimenta Rosa, que realizou um trabalho fundamental com a comunidade que mora no Semiárido e que a partir disso, hoje, consegue tirar o seu sustento e uma melhor qualidade de vida.

“Com isso, pudemos conhecer órgãos governamentais mostrando estudos que podem e estão sendo feitos na região; as universidade mostrando as pesquisas e desenvolvimento, e a importância de ter as universidades no interior do Brasil, especialmente no Semiárido, a Juazeiro e Petrolina, uma área com irrigação, em que estão sendo desenvolvidas diversas técnicas na área de frutas, debatendo e levando aos alunos o interesse de trabalhar na região, evitando o êxodo rural”, destacou Márcio. “O Comitê da Bacia do São Francisco São Francisco e a Agência Peixe Vivo têm a oportunidade de trazer isso ao público para fazer conhecidas as ações do Semiárido. A ABES participa deste trabalho de uma forma muito forte, desde o inicio do Comitê, motivando para que ações mais firmes neste sentido sejam feitas, levando em conta a tão esperada revitalização do São Francisco para a aumentar a qualidade e a quantidade de água na região do rio, salvando o velho chico”, completou ele, que há mais de 16 anos representa a ABES no CBHSF.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: