Últimas Notícias

ABES-MS: trabalho do Imasul sobre Ictiofauna do Pantanal ganha o Prêmio Eng. Frederico Valente de Saneamento e Meio Ambiente

O biólogo Heriberto Gimênes Junior foi o destaque deste ano.

O projeto r

A edição homenageou o biólogo Heriberto Gimênes Junior, coordenador do Laboratório de Ictiologia do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), que é responsável pela quarentena dos peixes que irão povoar o Aquário do Pantanal.

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental ABES Seção Mato Grosso do Sul (ABES-MS) realizou, no dia 27 de agosto, a cerimônia de entrega “Prêmio Eng. Frederico Valente de Saneamento e Meio Ambiente 2019-2020”. O vencedor deste ano foi o biólogo Heriberto Gimênes Junior, coordenador do Laboratório de Ictiologia do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), responsável pela quarentena dos peixes que irão povoar o Aquário do Pantanal. O trabalho premiado fala sobre a Ictiofauna do Pantanal e foi realizado juntamente com outros profissionais do laboratório. A solenidade aconteceu no auditório do CREA-MS e também transmitida online.
 
A premiação busca incentivar ações e estimular personalidades atuantes na temática de saneamento, meio ambiente e sustentabilidade. Na ocasião, Heriberto foi homenageado como Personalidade do Ano em Saneamento, Meio Ambiente e Sustentabilidade. O troféu foi entregue pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), pelo presidente da ABES-MS, Fernando Magalhães Filho e pelo diretor-presidente do Imasul, André Borges.  

Na oportunidade, outras personalidades também foram homenageadas, vinculadas às instituições públicas e privadas, com trabalhos de excelência.

“A ABES-MS entende que incentivar ações como essas, fomenta novas práticas e potencializa atividades já existentes em prol de uma sociedade com mais qualidade de vida”, destacou o presidente da Seção, Fernando Magalhães Filho”. “Parabéns a todos e ano que vem tem mais!”, completou.
 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Quarentena do Aquário do Pantanal

A Quarentena foi assumida pelo Imasul em junho de 2015 e deu origem ao Laboratório de Ictiologia, no qual atualmente trabalham 5 profissionais, sendo 3 biólogos, 1 médica veterinária e 1 zootecnista. O local abriga as espécies que vão povoar o Aquário do Pantanal. Até o momento, os pesquisadores já desenvolveram diversos trabalhos científicos, como a reprodução, em cativeiro, de 57 espécies de peixes da bacia do Pantanal.

Esses resultados já estão sendo transformados em artigos científicos e serão submetidos a publicações nacionais e internacionais, contribuindo na produção de conhecimento na área de Ictiologia (ramo da zoologia que estuda os peixes), além de também contribuir com técnicas inovadoras para a piscicultura.

Atualmente este é o maior laboratório de peixes pantaneiros do mundo, com 150 tanques ativos que abrigam 189 espécies de peixes neotropicais: 135 espécies pantaneiras; 55 da Amazônia; 14 africanas e outras da Oceania, Ásia e América Central.

Leia mais no Portal do Governo do Estado do Mato Grosso do Sul

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: