Últimas Notícias

Simpósio de Reúso e Dessalinização: entrevista com o palestrante José Roberto Ramos

A ABES, por meio de sua Câmara Temática de Dessalinização e Reúso, coordenada por Renato Giani Ramos, promoverá na próxima quinta-feira, 23 de março, em Fortaleza, o primeiro Simpósio Nacional sobre Dessalinização e Reúso: Viabilizando Alternativas à Escassez Hídrica (Inscreva-se aqui). O encontro é uma das atividades preparatórias rumo ao Congresso ABES Fenasan 2017, o maior Encontro de Saneamento Ambiental das Américas, que ocorrerá de 2 a 6 de outubro, em São Paulo.

José Roberto Ramos, engenheiro mecânico graduado pela Escola de Engenharia Mauá, pós-graduado em Administração de Empresas pelo IMES e gerente Regional de Desenvolvimento de Negócios da RWL Water – Brasil, é um dos palestrantes do encontro. Leia a seguir a entrevista:

ABES Notícias – Qual a importância, neste momento do Brasil e em especial do Nordeste, de discutir dessalinização e reúso como alternativas?

Foto: José Paulo Lacerda/Portal da Indústria

José Roberto Ramos – Essas fontes alternativas de água são importantes componentes numa matriz hídrica. Temos visto análises financeiras abordando essas duas opções em comparativo direto com água doce de mananciais de superfície onde fica evidente um custo da água desproporcional. Evidentemente em regiões onde se dispõe de água doce em captações próximas teremos aí a melhor opção de fonte do recurso. Porém há locais e/ou períodos onde isso não ocorre em volumes suficientes, daí a relevância de se considerar outras alternativas.

ABES Notícias – Técnica e economicamente, já são alternativas viáveis para o país?
José Roberto Ramos – Tecnicamente sim. A indústria do tratamento de água tem fornecido tecnologia capaz de produzir água de qualidade a partir da água do mar e de efluentes. Economicamente depende. A água mais cara é a falta dela. Regiões onde há períodos de revezamento no abastecimento público, ou serviços contratados de caminhões pipa por exemplo justificam avaliar fontes alternativas. Os custos de tratamento de água tem reduzido, e em alguns casos tem sido mais vantajosos que a adução de água conforme a distância.

ABES Notícias – Com está esta questão no cenário brasileiro? Quais são os maiores entraves e desafios, neste sentido?
José Roberto Ramos – No Brasil essas alternativas são novas. Temos muito poucas referências, pontuais. Porém já significativas. Temos ainda um trabalho a ser feito na área legal regularizando o uso destas fontes alternativas no abastecimento.

ABES Notícias – O poder público tem dado a devida atenção a estas técnicas?
José Roberto Ramos – Há algum movimento, ainda tímido. Projetos que surgem nesse momento são em geral pioneiros no país.

ABES Notícias – Pode mencionar alguns exemplos bem sucedidos no Brasil em dessalinização ou em outros países?
José Roberto Ramos – No Brasil os poucos casos são em empresas privadas e/ou muito específicos não sendo referências para abastecimento público de porte. Fora do país há várias referências, sendo as mais próximas na Argentina e Chile.

ABES Notícias – Pode comentar brevemente sobre o tema da sua palestra: “Experiências de Dessalinização”?
José Roberto Ramos – Aqui procuraremos trazer trabalhos realizados pela RWL WATER fora do país. Uma das unidades do grupo localiza-se em Israel, país onde a tecnologia está mais avançada e a cultura de uso responsável da água mais difundida. Abordaremos sistemas maiores e também padronizados para soluções mais rápidas.

ABES Notícias – Mais algum comentário?
José Roberto Ramos – Fica aqui um convite para nós, profissionais da área de saneamento cada vez mais nos envolvermos com o tema. A grande demanda para a água não é para consumo humano. Sistemas de irrigação e industriais para citarmos dois, podem receber água não potável, disponibilizando maior porção para consumo humano.

 

1 Comentário em Simpósio de Reúso e Dessalinização: entrevista com o palestrante José Roberto Ramos

  1. Acho de grande importancia estes simpósios, e sugiro que os mesmos sejam disponiblizados on line para os associados que não tem disponibilidade para se locomoverem ao local dos eventos.

    Ana Augusta

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: