Últimas Notícias

CT Prestação de Serviços promoverá na Bahia simpósio sobre gestão de saneamento ambiental em áreas de risco e baixa renda

A ABES, por meio da Câmara Temática de Prestação de Serviços e Relacionamento com Clientes, coordenada por Samanta Oliveira e Juliana Dutra, promoverá, em 19 de maio, o primeiro Simpósio de Gestão de Saneamento Ambiental em Áreas de Vulnerabilidade Socioambiental. O evento ocorrerá em Salvador e está com inscrições abertas aqui.

O Simpósio reunirá representantes de empresas de saneamento, prestadoras de serviço e do Banco Mundial para discutir os desafios e casos de sucesso de operacionalização dos pilares do saneamento ambiental – água, esgoto, drenagem e resíduo sólidos –  em áreas de risco e baixa renda. No encontro, serão apresentadas e discutidas entre os presentes as experiências e programas bem-sucedidos nesta área, que contará com a participação de líderes comunitários para contribuir no debate e na busca das melhores soluções.

Segundo Samanta Oliveira, o evento “tem o objetivo de estimular a reflexão sobre o tema com a participação de todos os stakeholders, buscando soluções que possibilitem mudar o retrato do Saneamento no país”, explica. “Se não ‘saímos da caixinha’ em busca de soluções simples e inovadoras, a meta de universalização dos serviços ficará cada vez mais distante”, ressalta e complementa que “o modelo do evento, colocando todos na mesma mesa, facilitará a interlocução e estimulará o debate em um ambiente inovador”.

Juliana Dutra (coordenadora adjunta) enfatiza que o alinhamento entre as questões socioambientais e equilíbrio da prestação de serviços com a garantia da arrecadação das concessionárias é bastante forte em áreas de alta vulnerabilidade. “As discussões acerca da busca pelas melhores práticas de atuação e implantação de cuidados e melhorias sanitárias não devem jamais parar”, diz. “Acredito que temos um volume enorme de inovações a serem implantadas que beneficiarão diretamente a todos os envolvidos no tema. O que precisamos é buscar o equilíbrio entre a construção e geração de resultados que sejam sustentáveis por meio da continuidade dos projetos que se iniciam, garantindo a coparticipação de todos os interessados”, finaliza Juliana.

 Para mais informações, acesse aqui.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.