Painel 1: Indicadores
Tema: Metodologia para avaliação dos indicadores de desempenho com foco em redução de perdas de água – Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento.
Nome: Ciro Loureiro Rocha – ARIS – SC.

Engenheiro Civil e Sanitarista pela Escola de Engenharia da Universidade Federal (RS), com Especialização em Hidrologia Aplicada (IPH/UFRGS) e Mestrado em Engenharia Ambiental (UFSC). Estágios em Hidrologia Aplicada no USGS (USA) e em Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos na França (Agências de Bacias), na Inglaterra (Thames Water), na Alemanha (Associação de usuários de bacia do Vale do Rhur).

Ocupou vários cargos na administração pública e empresas de economia mista, na área de ensino e pesquisa e na iniciativa privada, destacando-se as funções de Professor substituto da UFSC; Gerente de Gestão de Recursos Hídricos da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente; Chefe da Divisão de Águas do DNAEE/MME; Diretor das Centrais Elétricas do Sul do Brasil – ELETROSUL; Assessor para Assuntos de Meio Ambiente da ELETROSUL; Coordenador de Recursos Hídricos do DNAEE/MME; Diretor da Divisão de Controle de Recursos Hídricos do DNAEE/MME e Diretor da Associação Brasileira de Recursos Hídricos. Consultor em Gestão e Planejamento de Recursos Hídricos, Saneamento e Meio Ambiente.

Como principais atividades e trabalhos destaca-se a participação: na elaboração da primeira versão dos subsídios do Plano Nacional de Recursos Hídricos; no processo de organização legal e institucional brasileiro na área de recursos hídricos; em consultorias em Hidrologia, Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos e Meio Ambiente para ANEEL/MME, BID, BANCO MUNDIAL, OMM; em assessoria em reuniões internacionais (Bacia do Prata), na coordenação de estudos para o Plano Estadual de Recursos Hídricos – Diagnóstico Geral das Bacias Hidrográficas do Estado de Santa; na elaboração do cadastro de Usuários da Água da Bacia do Rio Uruguai, (SDM-98); nos estudos de consistência e regionalização de dados hidrológicos das bacias litorâneas de Santa Catarina; na formulação do sistema de outorga de direito de uso de recursos hídricos para o estado de Alagoas; na assessoria em hidrologia na reunião sobre mudanças climáticas promovida pela OMM (Pequin, 2001); na elaboração do tema Recursos Hídricos Superficiais do Brasil e Desertificação para compor o Relatório IBAMA, 2002 para o GEO-BRASIL em apoio a Rio+10 e tendo ministrado vários cursos de curta duração sobre Gestão e Planejamento de Recursos Hídricos – João Pessoa, PB (2001), Natal, RN ( 2001), Cuiabá, MT (2002), São Luis, MA (2003).

Diversos trabalhos publicados em Seminários, Congressos, Simpósios e Conferências nacionais e internacionais destacando-se: o Gerenciamento de Recursos Hídricos no Brasil – Aspectos Institucionais e Administrativos (Banco Mundial-1993); Gerenciamento de Recursos Hídricos – Uma abordagem para o MERCOSUL; a Política Nacional de Recursos Hídricos (Foro del Agua, Montevidéu, 2003) e Co-autoria do Livro: Recursos Hídricos, Conceitos, Desafios e Capacitação (ANEEL,1999).

Capacitação à distância em cursos de Especialização e Mestrado em Gestão e Auditoria Ambiental (Funiber Brasil) tendo participado de várias orientações em diferentes temas.

Coordenou a elaboração de Planos de Bacia Hidrográfica (Timbó, Jacutinga, Chapecó) e Planos Municipais de Saneamento Básico para 169 municípios em Santa Catarina com menos de dez mil habitantes, e também, na coordenação técnica adjunta para a elaboração do Plano Integrado de Saneamento Básico da capital Florianópolis.

Atualmente desenvolve suas atividades junto a Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento – ARIS/SC na função de Coordenador de Normatização.