Page 129 - Livro Sabesp
P. 129

Assim, com um sistema mais parrudo, desenvotvido com ., ,, fJár"
as centenas de proietos executados pe|a SABESP - em _  7 *  
um curto espaço raciona| de tempo -, a operação ticou ç -~ "- ' 'l l g_
mais Hexívet em 20t 5. Nas entretinhas, a Companhia _;~V?*T' °*-~~r._,,,,__,__VV  _  
permitiu a São Pedro estrutura quatiticada, intertigada ' J  1,!” ' _ _ _   
para o armazenamento da agua, que chegou entre '15 ' " -v  r r  *ty
outubro e dezembro deste mesmo ano.  q_ ' ' - '  9
Mas, havia um detathe. Assim como não se soube
antecipadamente que haveria uma estiagem tão severa,
também não se sabia se pararia de chover ou não, de _ ,. *'
novo. Fazer uma anótíse pós é bem mais tócit, mas ' ° ,
com um retrospecto climático anormat, mesmo com as  '   :x V!" 7 v '
chuvas, não se tinha uma conctusõo obietiva sobre o tim _ _Y_- N ~ “' __'_'_ ' ?if ' à V 
ou não da crise. t" 'Í ” t' _r 'L -u _ « '* ° . A
Com o acúmuto de agua crescendo gradativamente
nos sistemas produtores, atgumas posturas passaram
a ser tomadas, obietivando a ideia de que os piores
dias estavam chegando ao tim. Todas de cunho
conservador, mas embasadas em conhecimento
técnico. Por exemplo, montou-se o que se chamou de
operação inversa, o horario da Gestão da Pressão
vo|tou para o período habitua|, ou seia, das 23h as 5h
da manha. Gradativamente, isso começou a partir de
dezembro de 2015,











































































   127   128   129   130   131