Page 38 - Livro Sabesp
P. 38

sabesp
LEGADOS DA CR|$E HÍDRÍCA
Vo|tando ao caos iniciai, entre tevereiro e marco de
20i4, os recordes de ta|ta de chuva pararam. Só que
nao vo|taram nas médias. Os sistemas perderam a
ianeia da oportunidade de acumuiar agua. Onde se
acumu|ava 70% da agua nao se conseguia mais, a
SABESP teve de providenciar outra acao contumaz para
que o seus sistemas não entrassem em coiapso. Na
|inna de frente dessa diticuidade estavam o Cantareira,
que a cada dia dirninuía, e o Aito Tietê, que começou
a iigar seu sina| de aierta.
A|ém disso, a regiao atendida era extremamente
acidentado, com a|tos e baixos, aiem de ser extensa,
A grande preocupação toi garantir as pessoas
que estivessem em regiões mais aitas e distantes o
recebimento de agua. Entraram em ¡ogo varias ideias
E \uaie um reggistrro: apos uni ano, rarn marco de ?Oii emergenciais, algumas corn pianeiamento e execucao
r:: eraanomia de agua obtida Âccrm a apiicaçócr do fems em dmsl outros ¡Õo sunemsque em sã Consdéndo
bnãrrus/ârrrus era de 6,2 m3/5. Onus porque nem todos não sermm executados#
seguinjrri tirrnes com o redução do consurrio. Em ¡aneiro
de 2015 a Tanta dia Cr::›r*rting;érrr:ic1 toi Criada para quem
ccrnsuntia acirnra da meta, rneciicia que se te: necessaria,
sendo mais uma na açór:: de: entrentanrento a crise.
37










































































   36   37   38   39   40