Page 60 - Livro Sabesp
P. 60

i r, «
N .
-. _W
  e, e _ a ^ i tic;
V  s' \ i \JAÊA-j
r  t .
da   i sabesp
  x t i LEGADOS DA CRISE HÍDRICA
, ,' *i
t t, Ao mesmo tempo em que entrava a crise, a SABESP
°~ assumia um novo município para operar, Diadema,
. 'u' cidade com tronteira na zona su|. Desta forma, dois
"q grandes projetos marcantes nasceram na regiao. Foi
 co|ocada em carga uma rede em Diadema para poder
V  meihorar a distribuição de agua no município, a|ém do
~   proieto de transferência de agua do Sistema Rio Grande/
 Biiiings para dentro do Sistema Guarapiranga e, assim,
~  este transterir mais agua para regiões abastecidas peio
A ~  Sistema Cantareira.
" «› r _ Diadema tica do tado do Sistema Rio Grande, Foi teita
  f uma derivação de sua adutora, de tres qui|ômetros, que
G V' i  .  passou a pegar agua do Rio Grande e |evar ate' o bairro
7 z 7 ' j da Pedreira, no extremo sui de São Pau|o. Assim, cerca
'N  de meio miinõo de pessoas da zona sui passou a usar
  agua do Rio Grande, a|iviando o Guarapiranga. Por
. . conta dessa coniuncõo de obras e reahzações, o proieto
w! °, do Guarapiranga chegou a abastecer a Avenida Pauiista,
5! indo até a Mooca, na Zona Leste, e São Caetano do Su|,
t i
t
i Como to¡ feito? Ate meados da década de 1970, a
t i SABESP operava uma tubu|açõo que atendia a Avenida
t( Pauiista com a agua do Guarapiranga. Seu uso, desde
' É entao, nao mais toi preciso. Contudo, quando a crise
N O se intensificou, a tubu|acõo, ora ocioso, to¡ reativada,
_« f com aiguns ajustes técnicos, possibiiitando agua do
 Guarapiranga até a ABV-Franca Pinto, que tica próximo
j ao Ibirapuera, zona sui de São Pauta, que se encarregou
 de |evar agua para a Avenida Pauiista.
 59



























































   58   59   60   61   62