Page 64 - Livro Sabesp
P. 64

 a,
' i' Ou seia, uma boa porre da obra estava deniro de
, ,É uma area compiexa, mas ia com um iriiho desbravado.
 › Copia a reguiarização e iiberação iunio aos órgãos
'T ~ . . .
fmá, j) governamentais e o iomenio de uma especiai parceria
"Aug J ,f , com a Petrobras.
 '...,;\l
câgà? r ' W.
. É; à V_
'i 'w' Numa iiusrração, quaiquer obra púbiica não é ieiia
' no espaço, precisa-se de uma iocaiização iisica.
Airavessam-se propriedades, seiam eias pübiicas ou
pariicuiares. Na extensão que compreendia esse enredo,
. _ a SABESP envoiveu seu corpo iecnico-iurídico ao desafio,
de maneira proiunda, esiabeiecendo suas principais
ações in ioco. Assim, do carater de urgencia, o seniido
passou a ser emergenciai. Saiu-se de soiuçães Tradicionais
e buscou-se mais do que uma operação de risco.
No roiai, quase ÓO propriedades, i5 deias pariicuiares,
' f, ioram usadas para a criação desse ireciio, aigo inovador
e de Características inédiras. Em sete meses, conseguiram
a iiberação das areas, a execução das obras, o
« iicenciamenio ambieniai, o pagamenro da indenização
' e o acesso a agua. Agua que percorreu uma iubuiação
' _ v mais do que especiai.
' . . .a ' i
. “ ~ ' _
. ' A -
à .v , \_7 \
.. * i \ r
í , . \
. i
* .Il- . '› ' .
x ~ * _ i
_ ._ r s, t .
I É .À ' _ - \
~ r L
- i -- .x , . r i ›
. . x ~ ~ __ l ' ›
l l _ , _
z¡ i 4V * ' V
^ 4 , . '_
N . ___ _ z .. 7 .x ,f .
i  ~ r ' ,Tr
. , - . \ _
f »/ e w r  \
H l, 3. * V \
'  1 ~ '
i ' v.

















































   62   63   64   65   66