Categoria: Água

IWAMI – Gestão Eficiente de Recursos Hídricos na Indústria

Público alvo

Interessados nas áreas de gestão, distribuição, controle, conservação e consumo de água.

Principais características do curso

  • Metodologia aplicada “Water Management Concept”: Desenvolvimento de projeto concreto para a empresa;
  • Conteúdos técnicos e de gestão eficiente de água.

Objetivo

Na Alemanha, diferentes benefícios para a indústria são garantidos através das ações de eficiência hídrica:  fornecimento ininterrupto de água, redução dos impactos ambientais da atividade industrial e aumento da competitividade através da redução de custos. Adquirir conhecimentos em gestão eficiente de recursos hídricos,  baseado no know-how alemão, torna-se um diferencial no mercado, pois pode-se fortalecer o plano de negócios e até contornar crises hídricas.

Neste contexto, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro (AHK Rio) promove o curso Gestão Eficiente de Recursos Hídricos na Indústria (IWAMI). O curso desenvolvido com expertise alemã, permite aos participantes adquirir conhecimentos técnicos e gerenciais, com o olhar voltado à aplicabilidade nas suas empresas através do desenvolvimento de um projeto concreto. O foco em gestão eficiente de recursos hídricos contempla as metas do milênio, dando ênfase a esse ativo tão crucial para a economia.

Pré-requisitos para participar do curso

  • Formação superior em engenharia ou ciências exatas;
  • Conhecimentos básicos em tecnologias, gestão e processos na área de recursos hídricos;
  • Desejável experiência profissional na área.

Para realizar o Curso IWAMI é pré-requisito obrigatório ter realizado o Curso “Lei das Águas” da Agência Nacional de Águas.
Este curso é 100% em EAD e gratuito. Recebe inscrições continuamente ao longo de todo o ano, tem vagas ilimitadas e qualquer pessoa pode participar. Tem a duração de 20 horas e emite certificado digital.
As instruções de acesso ao curso estão disponíveis na plataforma de cursos da Uniabes aos alunos matriculados.

 

Carga horária

O curso estará composto de 6 módulos e 90 horas aula com duração total de 4 meses.

Conteúdo programático

O curso é composto por 6 módulos, cada módulo tratando de uma etapa do “caminho da água” em uma instalação ou processo industrial. Nesta proposta, os fundamentos e conceitos são ensinados dentro de cada módulo.

MÓDULO 1: ABASTECIMENTO DE ÁGUA

  • Ocorrência da água
  • Água subterr nea e superficial
  • Água de reúso
  • Colheita de nevoeiro
  • Atmospheric water generation
  • Outras fontes de abastecimento e produção própria

MÓDULO 2: TRATAMENTO, ESTOCAGEM, DISTRIBUIÇÃO

  • Objetivos do tratamento da água
  • Tratamento básico de água
  • Tratamento complementar
  • Tratamento de água salobra e salgada
  • Sistemas de distribuição
  • Medição, controle e automação

MÓDULO 3: CONTROLE INTEGRADO DE POLUIÇÃO

  • Água na economia circular
  • Danos ambientais
  • Water stress e water risk
  • Curso lei das águas

MÓDULO 4: MÉTODOS E INSTRUMENTOS DA GESTÃO INDUSTRIAL DA ÁGUA

  • Água na produção industrial
  • Processos, metering, balanço hídrico
  • Ferramentas de avaliação de eficiência
  • Gestão sustentável da água
  • P&D

MÓDULO 5: GESTÃO DA ÁGUA NA PRÁTICA INDUSTRIAL

  • Abordagens do gerenciamento do uso da água
  • Redução da intensidade do uso
  • Água de reúso
  • Água pluvial
  • Água do mar

MÓDULO 6: GERENCIAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS

  • Águas residuais
  • Carga orgânica – tratamento biológico
  • Tratamento de fluxos parciais
  • Água pluvial

Investimento

Não associado: R$ 3.600,00
Associado AHK ou ABES individual ou empresa: R$ 3.000,00 (20% desconto)

Forma de pagamento: à vista ou no cartão de crédito através do PagSeguro

Thomas A.G. Krätzig –  responsável pelo conteúdo

Mestre e Doutor em Ciências Exatas pela Universidade Técnica de Aachen (RWTH), Alemanha.

Diretor executivo da Dr. Krätzig Engenharia Ltda., Aachen, Alemanha, empresa de consultoria, engenharia e desenvolvimento tecnológico nos setores de energia, água e controle de processos.

Como consultor em nível nacional (Alemanha) e internacional (mais de 100 projetos em 5 continentes / 20 países) para clientes públicos (Banco Mundial, Banco KfW, Agencias de Cooperação Internacional, Ministérios e outros órgãos governamentais) bem como empresas do setor privado (indústrias de mineração, alimentícia, siderúrgica, química e outras), trabalhou com elaboração e implementação de planos de otimização de processos industriais (energia, água, efluente) em vários projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Atua no Brasil desde 1977,  em projetos de várias industrias e prestadores de serviços de saneamento básico com destaque na SABESP/SP e na COPASA/MG: projetos de implementação e de desenvolvimento tecnológico incluindo monitoramento remoto da qualidade das águas do Rio Tietê, tratamento descentralizado de água – unidades autônomas com tecnologia de membranas -, gerenciamento de perdas e recuperação de energia em redes de distribuição de água. Atualmente é parceiro de projeto internacional (França, Bélgica, Alemanha, Brasil): desenvolvimento de sistemas de Internet das Coisas para otimizar o controle de sistemas de abastecimento de água.


William Padilha – responsável pelo conteúdo local

Engenheiro William Padilha, bacharel em Eng. Civil para UTFPR, Mestre em Gestão de Recursos Hídricos pela Universidade de Stuttgart ( Alemanha) , MBA em Gestão Estratégica de Negócios pela FGV. Trabalhou como engenheiro de projetos na empresa WEHRLE Umwelt e gerencia a empresa WEHRLE do Brasil desde 2014, quando trouxe a empresa alemã especializada em tratamento de chorume e efluentes industriais de alta contaminação para o Brasil. Paralelamente à gestão da empresa trabalha em parceria com várias instituições, universidades e empresas no Brasil e exterior para projetos de pesquisa e desenvolvimento, sempre com foco em projetos de gestão integrada de recursos hídricos e tratamento avançado de efluentes. Hoje é conselheiro para a diretoria de meio ambiente sustentabilidade na ACP-PR, além de co-fundador do Instituto Loop, com foco em economia circular e gestão eficiente de recursos.


Bruna Araujo – Tutora

Engenheira Civil com ênfase em Sanitária, graduada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ, especialista em Engenharia Sanitária e Ambiental e mestre em Engenharia Ambiental também pela UERJ. Desde a graduação vem abordando o tema tratamento de efluentes e reuso, apresentando suas vantagens ambientais e econômicas, assim como a importância de se estimular a inclusão da prática de reuso na cultura.  Atualmente atua como Consultora Ambiental e  tutora do curso de tratamento de efluentes domésticos, oferecido pela ABES, junto aos renomados professores Eduardo Pacheco Jordão e Ana Silvia. Atua também no corpo técnico responsável pela organização das Câmaras Temáticas da ABES. Além disso, participou como pesquisadora convidada pela FIRJAN e Professora responsável por elaboração de provas de concurso do IBADE.


ORIENTADORES

Antonio Simões, 23 anos de experiência em indústrias de grande porte em atividades de química, metalurgia e siderurgia. Participação em projetos de implantação e startup de estações de tratamento de efluentes industriais de grande porte, efluentes sanitários, água potável e água de processo industrial. Forte experiência em gestão hídrica na indústria, contemplando desenvolvimento de balanço hídrico, balanço de carga, malha hídrica, pegada hídrica conforme ISO 14.046 e KPIs de gestão hídrica. Monitoramento de estações de tratamento de efluentes industriais e sanitários com aplicação de novas tecnologias de tratamento e monitoramento remoto. Membro da câmara técnica do Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do rio Paraíba do Sul – CEIVAP. Atuação na coordenação de laboratórios de gestão de qualidade e meio ambiente, com experiência em certificações ISO 9.001, ISO 14.001 e ISO 17.025.


José Gustavo Féres possui graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1997), mestrado em Economia Matemática e Econometria – Université de Toulouse I Sciences Sociales (2000) e doutorado em Economia – Université de Toulouse I Sciences Sociales (2007). É Técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), onde atualmente exerce o cargo de Diretor Adjunto de Estudos Setoriais, de Inovação e Infraestrutura. É também professor da Escola Brasileira de Economia e Finanças (FGV/EPGE). Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq (Nível 2), tem experiência na área de Economias Agrária e dos Recursos Naturais, atuando principalmente nos seguintes temas: regulação ambiental, mudanças climáticas e gestão de recursos hídricos.


Operação de sistemas de abastecimento de água

Capacitação gerencial – foco em gerentes, supervisores e técnicos

Sobre o autor:

MÁRIO AUGUSTO BÁGGIO, Sócio Gerente da Hoperações Consultoria em Gerenciamento Ltda, especialista na execução de estratégias de redução de perdas de água e de agregação de valor em companhias de saneamento públicas e privadas, idealizador da startup Water Database Saneamento Básico (www.waterdb.com.br), autor de livros sobre Estratégias de Combate às Perdas; Operação de Sistemas de Abastecimento de Água; Gestão Integral da Micro e da Macromedição; Métodos de Solução de Problemas, Green Belt na Metodologia Six Sigma, Examinador do PREMIO NACIONAL DA QUALIDADE da FNQ – Ciclo 2007 e 2008, Consultor da Organização Pan-Americana da Saúde – OPS para a América Latina e Caribe, Ex-Coordenador da Fundação Nacional da Saúde – Regional Paraná, Ex-Diretor de Operações e Técnico da Companhia de Saneamento do Paraná – SANEPAR, Ex-Docente da Universidade Estadual de Londrina, Pós-Graduado em Engenharia Hidráulica pela Faculdade Politécnica da USP/SP e formado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Londrina/PR.

 


Este curso EAD dará aos Gerentes, Supervisores e Técnicos do setor de saneamento, envolvidos com a operação de sistemas de esgotos sanitários, conhecimentos técnico e gerencial com foco no Ciclo do SDCA/PDCA aplicado à OPERAÇÃO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, iniciando pelo DIAGNÓSTICO DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE SUA FUNÇÃO OPERAÇÃO, para em seguida iniciar o PLANEJAMENTO DA OPERAÇÃO EM SITUAÇÕES NORMAIS E DE EMERGÊNCIA, passando pela EXECUÇÃO DA OPERAÇÃO, apoiada pelo CONTROLE DA OPERAÇÃO, culminando com AÇÕES CORRETIVAS e PREVENTIVAS, visando uma operação científica do sistema de abastecimento de água, rumo à sustentabilidade. Além de ampla atualização de conhecimentos, abordará também o estabelecimento de DIRETRIZES PARA OS PRESTADORES DE SERVIÇOS DE ÁGUA POTÁVEL, à luz das normas brasileiras, visando a geração de VALOR a todas as partes interessadas.

Carga horária

O curso estará composto de 13 módulos e 65 horas aula com duração total de 3 meses.

Conteúdo programático

  1. Sistemas de abastecimento de água: componentes e tipos de sistemas, objetivos para o prestador de serviços, componentes e diretrizes para a gestão dos prestadores de serviços de água potável
  2. Os processos vinculados aos sistemas de abastecimento de água
  3. Processos precisam ser operados e mantidos: as funções operação e manutenção
  4. O que é a função operação de processos de sistemas de abastecimento de água
  5. Aplicação do ciclo do sdca e pdca para a compreensão da função operação de sistemas de abastecimento de água
  6. Avaliação pela via do diagnóstico do sistema de abastecimento de água e de sua operação
  7. O planejamento da operação de sistemas de abastecimento de água
  8. A execução da operação de sistemas de esgotos sanitários
  9. O controle da operação de sistemas de abastecimento de água
  10. Medindo o desempenho da operação de sistemas de abastecimento de água
  11. Os principais atores da operação de sistemas de abastecimento de água
  12. Papéis dos atores da operação de sistemas de abastecimento de água
  13. As inovações no mundo da operação de sistemas de abastecimento de água.

Investimento:

  • Não associado: R$ 1.700,00
  • Associado individual ou empresa: R$ 1.360,00 (20% desconto)
Forma de pagamento: à vista ou no cartão de crédito através do Pagseguro

A arte da modelagem hidráulica de sistemas de abastecimento de água

Capacitação gerencial – foco em gerentes, supervisores e técnicos

Sobre o autor:

HUDSON TIAGO DOS SANTOS PEDROSA, Doutorando do Programa de Pós Graduação em Engenharia Civil – PPGEC pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, área de atuação Recursos Hídricos. Graduado em engenharia civil pela Universidade Federal de Alagoas – UFAL, com o trabalho “Caracterização Hidrológico-hidráulica da bacia do Riacho do Gulandim, em Maceió-AL”, Mestre do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil – PPGEC em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos pela na Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, titulo obtido com a dissertação sobre “Otimização em operação de estações elevatórias buscando a eficiência energética”. Atualmente como analista de Saneamento da Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA. É especialista em modelagem matemática. Trabalhos completos publicados em anais de congressos: Análise econômica de alternativas operacionais da Estação Elevatória de Gurjaú, Jaboatão dos Guararapes-PE. 28º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2015, Rio de Janeiro. Caracterização do uso eocupação do solo da Bacia do Riacho do Reginaldo, Maceió-AL, para simulação chuva-vazão com dados de projeto  e dados reais de monitoramento. Congresso de Engenharia, Ciência E Tecnologia, 2008, Maceió. Caracterização de bacias urbanas para implantação de estrutura de monitoramento. Estudo do caso: Riacho do Reginaldo – Maceió/AL. VIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, 2006, Gravatá. Metodologias de obtenção do parâmetro CN do modelo SCS: Estudo do Caso: Bacia do Riacho Reginaldo, Maceió-AL. VIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, 2006, Gravatá. Modelo IPHS1 aplicado na simulação do sistema de drenagem da Bacia do Riacho do Reginaldo para eventos observados de precipitação. III Congresso Acadêmico Daufal, 2006, Maceió. Excelência Acadêmica Com Inclusão Social, 2006.


Este curso EAD dará aos Gerentes, Supervisores e Técnicos do setor de saneamento, envolvidos com a ESTUDOS DE CONCEPÇÃO, PROJETOS DE ENGENHARIA, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO de sistemas de abastecimento de água, conhecimentos técnico e gerencial que permitam a criação de modelos hidráulicos que apóiem e favoreçam as tomadas de decisões, visando a melhoria da qualidade e produtividade dos serviços de abastecimento de água. Além de ampla atualização de conhecimentos, abordará também sobre as tecnologias de informação à disposição do sanitarista brasileiro, além de amplo roteiro para SIMULAÇÕES HIDRÁULICAS, CALIBRAÇÃO E EXPLORAÇÃO DESSES MODELOS MATEMÁTICOS, norteadores do processo decisório, racionalizando e sitematizando a escolha das alternativas ótimas, como meio de se fugir do empirismo que às vezes norteiam as escolhas de alternativas de abastecimento de água.

Carga horária

O curso estará composto de 07 módulos e 65 horas aula com duração total de 3 meses.

Conteúdo programático

01- Introdução do curso

02-CASE- Eficiência energética em operação de reservatório

03.1- A importância da modelagem hidráulica
03.2-CASE- Eficiência energética no sistema de recalque

04.1- Diretrizes para a criação do modelo-parte1
04.2-CASE-Utilização do modelo hidráulico para verificação do comportamento de pressões nos hidrantes

05.1-Diretrizes para a criação do modelo-parte2
05.2-CASE- Utilização do modela para indicação de setorização

06.1-Diretrizes para a criação do modelo-parte4
06.2-CASE-Apresentação Estudo ampliação do abastecimento

07.1- MONTAGEM DO MODELO (EPANET) Exercício 1 Parte 1
07.2- MONTAGEM DO MODELO (EPANET) Exercício 1 Parte 2
07.3-CASE-Proposta de melhorias D-12

08.1- -MONTAGEM DO MODELO (EPANET) Exercício 1 Parte 3
08.2- -MONTAGEM DO MODELO (Allievi) Parte 3 Transiente hidráulico
08.3-CASE- Risco em operar liga/desligar de CMB horário de ponta da energia

09.1- Diretrizes para a criação do modelo-parte5
09.2-CASE- Uma alternativa melhoria de abastecimento de distritos em series
09.3-CASE-Estudo Duplicação de adutora

10.1- MONTAGEM DO MODELO (EPANET) Exercício 2
10.2-CASE-Estudo interligação de uma adutora de 1200 mm com Adutora de 600 mm

11.1- MONTAGEM DO MODELO (EPANET) Exercício 2
11.2- Você pode ser um Albert Einstein

Investimento:

  • Não associado: R$ 1.300,00
  • Associado individual ou empresa: R$ 1.040,00 (20% desconto)
Forma de pagamento: à vista ou no cartão de crédito através do Pagseguro