Bar da ABES-SP: especialista da ABRATT aborda tecnologia de métodos não destrutivos em nova edição do evento

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental ABES Seção São Paulo (ABES-SP) promoverá, no dia 14 de março, às 18h, a 8ª edição do Bar da ABES-SP. O encontro, que será realizado na sede da entidade, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, contará com uma palestra do Presidente da Associação Brasileira de Tecnologias Não Destrutivas (ABRATT), o engenheiro Hélio Rosas, que falará sobre A evolução dos Métodos Não Destrutivos (MND) e últimas tecnologias para o setor de saneamento. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail comunicacao@abes-sp.org.br

A ABES-SP ainda realizará, em parceria com a ABRATT, dois cursos de MND em 2019, o curso de Conceitos e Funcionalidades em Metodologia Construtiva MND e o curso de Fiscalização em Obras com Metodologia Construtiva em MND (saiba mais aqui).

O Bar da ABES-SP é um evento do setor de saneamento voltado aos associados, profissionais, acadêmicos, gestores, para promover a interação e a troca de experiências, unindo palestra e happy hour.
A cada edição um tema diferente é apresentado por um palestrante. Ao final, os participantes têm um momento para confraternização e networking.

O evento, que foi um marco da antiga sede da ABES-SP, voltou em 2017, com sucesso de participação.

 

SOBRE ABRATT E MND – Métodos não Destrutivos

Os centros urbanos com tráfegos intensos, a preservação do meio ambiente e a qualidade de vida são fatores que demandam métodos inteligentes, menos agressivos ao meio ambiente, mais rápidos e menos custosos.

Os Métodos Não Destrutivos foram desenvolvidos para exatamente atender esta crescente necessidade.
A construção de infraestrutura por Métodos não Destrutivos (MND) é antiga no mundo e no Brasil. Um túnel rodoviário, por exemplo, é uma construção por MND, pois evitou a destruição de áreas de conservação, como também permitiu a transposição de obstáculos naturais.

Com o crescimento da demanda na área de água potável, esgotos, gás, comunicação, energia nas últimas três décadas, esses serviços encontraram um ambiente no subsolo totalmente ocupado por instalações dos mais diversos serviços. Isto criou um forte desafio para a procura de instrumentos tecnológicos que permitissem instalar, reabilitar, detectar, inspecionar, reparar dutos neste subsolo congestionado por dutos subterrâneos já instalados. O MND veio exatamente atender essa demanda.

Com o aumento mundial por técnicas não destrutivas conhecida pela sigla em inglês T.T. – Trenchless Technology, foi fundada em Londres no ano de 1986 a Associação Internacional – ISTT (International Society for Trenchless Technology), que promove o desenvolvimento organizado das Associações de Tecnologia por MND no mundo, hoje em mais de 27 países.

A ABRATT, em 1999, filiou-se à I.S.T.T e vem trabalhando intensamente na divulgação e desenvolvimento das tecnologias MND em todo o pais.

Seus objetivos compreendem a evolução da ciência e da prática de métodos não destrutivos (MND) para o benefício do público e a promoção da educação, treinamento, estudo e pesquisa a respeito, bem como o incentivo ao desenvolvimento de novas técnicas e à utilização de métodos não destrutivos (MND) de eficiência comprovada, para instalação e recuperação de redes subterrâneas, além de promover o mapeamento e a locação dessas redes.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: