Últimas Notícias

Texto da MP do Saneamento é aprovado pela Comissão Mista. ABES mantém seu posicionamento e programa mobilização nacional

A Comissão Mista da Medida Provisória 868/18, que muda as regras para o setor de saneamento, votou, nesta terça-feira, 7 de maio, por 15 votos a 10 a favor do parecer do senador Tasso Jereissati/PSDB-CE (na foto acima) (assista aqui ao vídeo da reunião). E veja abaixo quem votou a favor e contra o texto da MP do Saneamento:

“Apesar de todos os esforços do governo para ter um texto que contemplasse as solicitações das entidades, o texto não atendeu, na sua essência, o que a ABES prima como eixo central, ou seja, a busca da universalização, com foco em ter saneamento em todo o país. Isso não foi atendido, infelizmente, e por este motivo a ABES é totalmente contrária à MP do Saneamento. Ainda existe a possibilidade de mudança diretamente no Plenário e nós vamos continuar abertos a esta mudança que rege sobre a questão do Artigo 13, que trata da alienação das ações, nó acreditamos que haverá muito problema jurídico e isto complicará a vida do saneamento no país. Além do retorno do contrato programa para o eixo central da regionalização. A ABES continua aberta à MP, mas precisa haver estas duas mudanças, senão não haverá consenso e a ABES se posicionará contra até o final”, ressalta Roberval Tavares de Souza, presidente nacional da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, que esteve presente em Brasília na sessão de votação.

Pela manhã, Roberval, acompanhado de João Paulo Papa e de Marcel Sanches, da ABES-SP, reuniu-se com o deputado Evair de Melo, presidente da Comissão Mista da MP do Saneamento, para ratificar o posicionamento da ABES, e participou também de encontro com representantes das entidades FNU (Federação Nacional dos Urbanitários), FNSA (Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental) e APU (Associação dos Universitários da Sabesp) para discutir a MP.

Na semana passada, a ABES divulgou nota de repúdio ao parecer, especialmente em virtude do Artigo 13 (clique aqui para ler a nota).

“A ABES vai organizar uma mobilização em todo o Brasil para informar todos os parlamentares (deputados e senadores) que este texto é danoso ao saneamento do país”, afirma Roberval.

O prazo de vigência da MP, que foi editada ainda no governo Temer, expira no dia 3 de junho. Até essa data, se aprovado o relatório na comissão mista, o texto precisa passar por votação nos plenários da Câmara e depois do Senado.

Veja como votaram os parlamentares:

 

SIM À MP – Parlamentares que votaram a favor do texto:

Senadores:

FERNANDO BEZERRA COELHO

CONFÚCIO MOURA

DANIELLA RIBEIRO

TASSO JEREISSATI

ORIOVISTO GUIMARÃES

MAJOR OLIMPIO

NELSINHO TRAD

JORGINHO MELLO (suplente)

 

Deputados:

HILDO ROCHA

CEZINHA DE MADUREIRA

NELSON BARBUDO

CARLOS CHIODINI (suplente)

EDUARDO CURY (suplente)

FERNANDO RODOLFO

FELIPE RIGONI

 

NÃO À MP – Parlamentares que votaram contra o texto:

Senadores:

CID GOMES

VENEZIANO VITAL DO RÊGO

OTTO ALENCAR

ROGÉRIO CARVALHO

HUMBERTO COSTA (suplente)

 

Deputados:

SAMUEL MOREIRA

IGOR TIMO

MAURO BENEVIDES FILHO

AFONSO FLORENCE

GLAUBER BRAGA

O presidente da ABES, Roberval Tavares de Souza, João Paulo Papa e Marcel Sanches em reunião com o deputado Evair de Melo, presidente da Comissão Mista da MP do Saneamento

 

ABES, FNU, FNSA e APU em reunião nesta terça

 

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: