Últimas Notícias

ABES-RN promove em Natal seminário sobre escassez hídrica e controle de perdas

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental Seção Rio Grande do Norte (ABES-RN), em parceria com o Governo do Estado, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn) e Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern), promoverá em Natal, nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, o “Seminário Escassez Hídrica e Controle de Perdas em Sistemas de Abastecimento de Água”. O evento será realizado no Auditório do Complexo Tecnológico de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

A ABES reúne profissionais, empresas e instituições atuantes no setor de meio ambiente e saneamento em todo o Brasil. O objetivo do evento é fazer um intercâmbio de informações e experiências, além de divulgar o debate sobre ações que poderão contribuir para o desenvolvimento sustentável na gestão integrada e participativa dos recursos hídricos e saneamento, proporcionando a melhoria da qualidade ambiental. O Seminário é aberto para técnicos, estudantes, estudiosos e demais interessados no tema.

Confira a programação

A abertura do evento acontecerá às 9h com o painel “Ações das concessionárias no controle de perdas em sistemas de abastecimento de água”. Palestrantes: o gerente do Departamento de Planejamento Integrado da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Maycon Rogério Abreu; o gerente de Desenvolvimento Operacional e Controle de Perdas da Caern, Josildo Lourenço dos Santos; e o gerente de Controle de Perdas da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Luis Celso Pinto.

A partir das 14h, será realizado o segundo painel com o tema “Estudos de casos para controle de perdas em sistemas de abastecimento de águas”. Os casos serão apresentados pelo diretor de Operação e Manutenção da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), José Mota Victor; o gerente de Controle Operacional da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Daniel Genuíno; e o diretor do Departamento de Articulação Institucional do Ministério das Cidades, Ernani Ciríaco.

O segundo dia do seminário, 1º de setembro, terá início com o painel “Visão dos órgãos gestores de recursos hídricos sobre a situação de escassez hídrica nos estados do RN, PB, PE e CE”.

Palestrantes: Josivan Cardoso, diretor-presidente do Igarn; o diretor-presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), João Fernandes; o diretor-presidente da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), Marcelo Cauás Asfora; e o presidente da companhia de Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará (Cogerh), João Lúcio de Farias.

Também no segundo dia do seminário, às 12h, será assinado um Acordo de Cooperação Técnica entre o Igarn e a Apac, com o objetivo de propiciar e favorecer, por meio de informações e experiências, a parceria entre as duas instituições na implantação de ações que promovam o desenvolvimento no campo da gestão dos recursos hídricos.

Fechando a programação do Seminário, a partir das 14h serão proferidas as palestras: “Dessalinização de água do mar como alternativa para a escassez hídrica”, ministrada pelo diretor da Incibra, Aurélio Lehmann; “Reúso de Efluentes Tratados – Experiência da Prefeitura de Santana do Seridó”, com o professor do Instituto Federal do RN (IFRN), Ivan de Oliveira Lima Júnior; e “A transposição das águas do São Francisco para o Rio Grande do Norte – Viabilidade e Impacto”, ministrada pelo secretário adjunto da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do RN, Mairton França.

Serviço

O quê: Seminário Escassez Hídrica e Controle de Perdas em Sistemas de Abastecimento de Água

Quando: dias 31 de agosto (abertura às 9h) e 1º de setembro

Onde: Auditório do Complexo Tecnológico de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Centro de Tecnologia – Av. Senador Salgado Filho, 300 – Lagoa Nova

Para mais informações, acesse: ABES-RN

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: