Últimas Notícias

Nota de falecimento: engenheiro Antônio Geraldo Brandão

É com pesar que a ABES comunica o falecimento, neste domingo, 10 de dezembro, do Eng°Antônio Geraldo Brandão, sócio fundador da ABES, vindo da AIDIS – Sub-Seção de Pernambuco. Em vários mandatos foi eleito secretário, tesoureiro, vice-presidente (biênios 1989-91, 1991-93, 1997-99, 1999-2001, 2005-07 e 2007-09), presidente por quatro biênios 1993-95, 1995-97, 2001-03 e 2003-05, Conselheiro Editorial Consultivo da Revista BIO e membro Conselho Diretor, eleito para o biênio 1998-2000.

O velório do engenheiro está sendo realizado na Capela 2, do Cemitério Morada da Paz, nesta segunda-feira, e o seu sepultamento ocorrerá às 16h, com uma missa de corpo presente agendada para as 15h.

Antônio Geraldo Brandão Alves nasceu em Gameleira, município da Mata Sul, do Estado de Pernambuco, no dia 08 de agosto de 1926. “A ABES tem, para mim, um significado especial; A ela dediquei a maior parte de minha vida profissional exercendo ao longo da sua existência, todos os cargos eletivos. Isto me animou a divulgar, alguns episódios . Costumo dizer que a ABES é a “minha cachaça, vício difícil de largar”, disse em trabalho realizado para a ABES Seção Pernambuco, intitulado “UMA HISTÓRIA VIVA E PRESERVADA DA ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental MEMÓRIA REVELADA”.

Biografia

Antônio Geraldo Brandão Alves, nascido em 08/08/1926 no Município de Gameleira – PE, falecido em 10/12/2017, na Cidade do Recife –PE.

Graduado pela Escola Superior de Química da UFPE, em 1951, tendo realizado Cursos de Especialização em Tratamento de águas Residuárias, Esgotamento Sanitário e Preservação Ambiental.

Sócio Fundador da ABES, tendo exercido diversas funções na Seção Pernambuco: Secretário, Tesoureiro, Vice- Presidente e tendo sido Presidente em 04 gestões (1993/1995, 1995/1997, 2001/2003 e 2003/2005), sempre com muita dedicação e alegria, a ponto de sua esposa considerar a ABES sua grande Rival. Foi intitulado Patrono das Águas por consenso entre as associações ABAS, ABES e ABRH no dia mundial da água, em 22/03/2008, na Cidade do Recife.

Em 2009, no Recife, publicou o livro “Uma História Viva e Preservada da ABES – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental: Memória Revelada”.

Iniciou sua vida profissional na Usina Frei Caneca, no Município de Maraial – PE. Na administração pública estadual exerceu vários cargos de chefia e desenvolveu e coordenou projetos nas áreas de recursos hídricos e de despejos domésticos industriais. Em 1957 ingressou no Departamento de Saneamento do Estado – DSE, que posteriormente foi incorporado à Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA. Passou pela Companhia Pernambucana de Controle da Poluição Ambiental e de Administração dos Recursos Hídricos – CPRH e pela Fundação de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Recife – FIDEM. Aposentou-se em 1993, quando passou a exercer a atividade de Consultor na área de Saneamento Ambiental e Tratamento se Despejos Líquidos Industriais.

Trabalho pelo saneamento 

Antônio Geraldo Brandão Alves tem trabalhos técnicos apresentados em Congressos e em outros eventos; Coordenou e elaborou Relatórios Técnicos para o Projeto “Qualidade das Águas e Controle da Poluição Hídrica – PQA” financiado pelo BIRD. Na Companhia Pernambucana de Controle da Poluição Ambiental e de Administração dos Recursos Hídricos – CPRH, hoje Agência Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, foi designado Assessor Técnico, Coordenador da Comissão de Planejamento Ambiental e, posteriormente,
eleito Diretor Técnico.

Elaborou e Coordenou o Projeto “Vida ao Capibaribe”, de 1966 a 1968, com o objetivo de recuperar o Rio Capibaribe, executado pela CPRH, FIDEM, FIAM e com a participação do Conselho Britânico. Participou do Plano Diretor de Controle da Poluição Hídrica da Região Metropolitana do Recife, elaborado pela FIDEM, onde trabalhou até 1993, ocasião em que se aposentou. Foi eleito por aclamação Presidente, da Câmara Metropolitana de Meio Ambiente e Saneamento, integrante do CONDERM _ Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Recife, em 1995; ex-membro, representante da sociedade civil, na Comissão Estadual Pro-Saneamento e Pro-moradia, instituída por Decreto Estadual em junho de 1995, para estudar o enquadramento, hierarquização e seleção das consultas a serem enviadas a Caixa Econômica Federal, para aplicação, em Pernambuco; Prêmio “Especial de Participação”, concedido pela ABES, no 18° Congresso, em Salvador/BA, em 21/09/95.

Antônio Geraldo: homenagem às suas gestões na ABES

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: