Últimas Notícias

ABES-MT apresenta nova Diretoria e debate Ranking ABES da Universalização do Saneamento 2019, com Roberval Tavares de Souza

Nesta segunda, 12 de agosto, a ABES Seção Mato Grosso (ABES-MT) promoveu um evento para apresentar sua nova Dretoria para o biênio 2019-2021, seguida de uma palestra sobre o Ranking ABES da Universalização do Saneamento – edição 2019, com o presidente nacional da ABES, Roberval Tavares de Souza. O encontro aconteceu na Plenária do CREA-MT, em Cuiabá.

Em sua apresentação, o presidente da ABES, Roberval Tavares de Souza, enfatizou o ranqueamento das cidades de Mato Grosso. “Ficou claro, pelos números apresentados, que em Cuiabá há necessidade de ações em conjunto da ABES-MT, do JPS da seção e do CREA MT para buscar uma solução para melhorar a ‘destinação adequada de resíduos sólidos’ e, consequentemente, o desempenho de Cuiabá no ranking”, destaca a presidente empossada da seção, Rosidelma Guimarães. Na oportunidade, ela explanou sobre as ações da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), em especial sobre as fiscalizações que são feitas na prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário da capital.

O coordenador do Jovens Profissionais do Saneamento – JPS da ABES-MT, Leonardo Ribeiro Pimentel, explicou aos presentes sobre o papel do programa .

Estiveram presentes, além da equipe da diretoria eleita, estudantes, profissionais e autoridades, como o diretor financeiro da Mútua Nacional e Secretário de Meio Ambiente de Cuiabá, Juares Samaniego, o diretor geral da Caixa de Assistência de Profissionais do Crea-MT (Mútua-MT), Adjane Prado, presidente da Associação Brasileira de Engenheiros Civis departamento de Mato Grosso (Abenc-MT), Rejane Mara Castiglioni e o presidente da Associação dos Engenheiros Sanitaristas e Ambientais (AESA), Jesse Barros, que propôs um trabalho em conjunto com a ABES-MT e JPS-MT para buscar uma solução para melhoria da “destinação adequada de resíduos sólidos”, pois este é um indicador que prejudica a posição de Cuiabá no estudo.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: