Últimas Notícias

Entrevista: Dante Ragazzi Pauli faz balanço de sua gestão

Dante Ragazzi Pauli esteve à frente da ABES nos biênios 2012/14 e 2014/16

Por Ana Paula Rogers

Após duas gestões à frente da Diretoria Nacional da ABES, Dante Ragazzi Pauli encerrou, em 26 de julho, seu segundo mandato como presidente da ABES e passou a missão ao colega Roberval Tavares de Souza.

Nesta entrevista, Dante faz um balanço do trabalho realizado e fala sobre as perspectivas para a entidade, que completou este ano seu cinquentenário.

Leia abaixo a entrevista:

ABES Notícias – Você está terminando seu segundo mandato. Que balanço faz de sua gestão? 

Dante Ragazzi Pauli – As últimas duas diretorias da ABES trataram de modernizá-la, unir o setor, fortalecer nossas Câmaras Temáticas, abrindo, assim, espaços para nossos associados em diversas frentes.
Afirmo que a ABES está pronta para capitanear as grandes discussões do setor ambiental brasileiro, juntamente com nossas associações parceiras.

ABES Notícias – Quais foram as lições aprendidas por você neste período? 

Dante – As ONGs têm de se reinventar, pois as fortes mudanças ocorridas em nosso país e em nossa sociedade têm reflexos diretos na ABES. É por isto que priorizamos a melhoria na comunicação e a utilização de ferramentas do mundo digital e a melhoria da gestão da associação.

ABES Notícias – E os maiores desafios da ABES daqui pra frente, em sua opinião? 

Dante – A ABES é uma entidade de forte reconhecimento no país e fora do Brasil. O grande desafio é trazer mais pessoas que, de forma voluntária, nos ajudem a fortalecer sua marca como a associação que congrega as demais entidades do setor ambiental e, desta forma, participe dos necessários avanços nesta área.

ABES Notícias – Durante sua gestão, ficou claro o entendimento de que a comunicação é uma das ferramentas essenciais ao setor. Como, em sua opinião, as ações de comunicação aumentaram a participação da ABES mas discussões e a integração com associados e outros públicos? 

Dante – A comunicação. a meu ver, é um problema do saneamento ambiental brasileiro. Parece, muitas vezes, que falamos para nós mesmos. A ABES, hoje, é procurada pelos mais diversos meios de comunicação para expressar seus posicionamentos e apresentar propostas. Muito ainda há por fazer, mas estamos no caminho certo. Neste contexto, estamos criando uma Câmara Temática de comunicação no Saneamento. A ideia é levantarmos essa discussão com todas as entidades e profissionais que atuam no setor, além dos profissionais de comunicação em geral.

ABES Notícias – O que mais lhe marcou enquanto presidente da ABES? 

Dante – A implantação de ferramentas que dessem sustentação ao nosso crescimento. Por exemplo, a revisão total de nossos sistema de cadastro de sócios, a inédita aprovação de nosso regimento interno e o uso das videoconferências e webinars. A realização de dois grandiosos Congressos, a preparação e lançamento de nosso curso a distância sobre Regulação, em parceria com o BID, e a parceria com a Pollutec, uma das maiores feiras de meio ambiente do mundo. Finalmente, o reconhecimento, por outras tantas entidades, de que a ABES é a associação que uniu o setor nos últimos anos. Outro fato que me marcou: a saída de nossa amiga Maria Isabel Pulcherio (ex-diretora executiva), que durante tanto tempo trabalhou pela grandeza da ABES. Meus especiais agradecimentos a esta amiga e o desejo de muita felicidade e harmonia no futuro.

ABES Notícias – Como será sua participação daqui pra frente na ABES? 
Dante – Coloco-me à disposição da diretoria recém eleita para ajudar no que entenderem ser necessário. Sempre participei da ABES e assim continuará sendo. A ABES é importante para o Brasil.

ABES Notícias – O Brasil está enfrentando crises econômica, financeira e institucional. Como a ABES, em sua opinião, deve se posicionar em relação ao atual cenário, no que diz respeito às questões de saneamento e meio ambiente? 

Dante – O que estamos fazendo desde nossa primeira gestão é unir o setor e, ao invés de apenas criticar, apresentar propostas aos governantes e gestores nas mais variadas esferas.
Particularmente, acho que o Brasil está sendo passado a limpo. É um momento difícil, mas necessário para o desenvolvimento de nosso país. Continuo desejando que, no saneamento ambiental, a ABES faça a diferença nesta virada. É o que estamos fazendo junto com os demais parceiros do setor.

ABES Notícias – A chapa que você apoiou, ABES Forte e Transparente, liderada por Roberval Tavares de Souza, ganhou a eleição para o Biênio 2016/2018. O que você espera desta nova gestão? 

Dante – Inicialmente, parabenizo e agradeço às duas chapas pelo exercício de democracia que proporcionaram a nossos associados. Espero, agora, que todos nos juntemos, para deixar nossa ABES ainda mais forte. O Roberval integrou a diretoria nas duas gestões em que estive como presidente. Capacidade não falta a ele e ao timaço que ele montou.

O grande desafio é dar contribuições significativas e reconhecidas para o saneamento brasileiro: isto deve ser revigorado através de nossas Câmaras Temáticas, posicionamentos político-institucionais, uso das redes sociais, de nossa plataforma de ensino a distância, mais transparência em nossas ações, o programa Jovens Profissionais do Saneamento, aproximação com outras entidades internacionais, a modernização de nosso prêmio de qualidade da gestão. Estes são alguns pontos que julgo prioritários. Certamente,  a nova diretoria atacará esta e outras questões e está absolutamente preparada para o desafio.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: