Últimas Notícias

Câmara Técnica de Recursos Hídricos da ABES-SP promove palestra sobre efeitos dos microplásticos na água

Wagner Miranda Pedroso, secretário adjunto da CTRH, e o Prof. Dr. Aluísio Soares.

Debate com participação do Prof. Dr. Aluísio Soares foi realizado nesta sexta-feira (25) durante a reunião da Câmara. 

Por Rhayana Araújo

Diante dos novos desafios do marco legal do saneamento, das anomalias climáticas mais recentes e dos efeitos da pandemia sobre o setor de saneamento e de recursos hídricos, a Câmara Técnica de Recursos Hídricos – CTRH da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – Seção São Paulo (ABES-SP) realizou nesta sexta-feira, 25 de junho, uma palestra com o tema “Contaminantes Emergentes na Água”, ministrada pelo Prof. Dr. Aluisio Soares. 

O debate, que foi transmitido pelo canal da ABES-SP no YouTube (assista aqui), integrou a reunião de rotina da CT, ocasião em que, antes da palestra, seus membros repassaram informes gerais e a agenda da CTRH. 

A palestra teve o objetivo de debater, conversar e refletir sobre essas importantes mudanças e transformações em curso. A moderação da discussão foi feita por Wagner Miranda Pedroso, secretário adjunto da CTRH. 

Na oportunidade, o Dr. Aluisio Soares explicou a definição e a origem dos contaminantes emergentes, com ênfase nos microplásticos, informando ainda as principais fontes desses pequenos contaminantes.

“A presença de pequenos detritos de plásticos foi relatada pela primeira vez na literatura científica no início da década de 70, no ambiente marinho. Esses microplásticos formam ilhas e vão para os peixes, mexilhões e etc, que são bioacomuladores e, ao final, esses contaminantes acabam chegando ao ser humano, quando consomem os animais marinhos”, afirmou o palestrante.

O palestrante também explicou o que é PFAS – Substâncias perfluoroalquil e polifluoroalquil, substâncias presentes no Teflon, utilizado em utensílios da cozinha.  

CTRH/ABES-SP

Com a finalidade de criar um ambiente de discussão qualificado e de excelência técnica, a ABES-SP propôs a criação da Câmara Técnica de Recursos Hídricos, aberta a comentários, proposições e críticas que contribuam com o desenvolvimento e a sustentabilidade no Estado e em todo o país.

Os objetivos da câmara são: estudar, debater, propor e divulgar ações e soluções para o planejamento, a gestão e a sustentabilidade dos recursos hídricos e do saneamento ambiental; contribuir para o enfrentamento dos conflitos e da crise hídrica; e articular-se com a Câmara Técnica de Gestão de Recursos Hídricos da ABES nacional, provendo apoio em nível nacional.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: