Últimas Notícias

3° Seminário Nacional ETEs Sustentáveis:  convidados falam sobre o esgoto que chega às estações de tratamento  

O evento reuniu especialistas de destaque na área para debater características, problemas associados e perspectivas para o tratamento sustentável do esgoto. O encontro acontece online, por meio do programa ABES Conecta, com transmissão ao vivo pelo canal da Associação no YouTube. 

Por Nely Ramos

No primeiro painel do 3° Seminário Nacional de Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto: contribuições do INCT ETEs Sustentáveis para o setor de saneamento, nesta quinta-feira, 12 de agosto, especialistas discutiram o tema “O esgoto que chega em nossas ETEs: Características, problemas associados e perspectivas para o seu tratamento sustentável”. O evento é realizado online pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES e pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis).

O debate teve como moderadora Lourdinha Florencio, Professora Titular do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O painel reuniu os especialistas: Saulo Nonato, coordenador operacional da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA); Fabricio Motteran, professor adjunto do Departamento de Engenharia Civil e Ambiental da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Cesar Mota, professor adjunto no Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e subcoordenador do INCT-ETEs Sustentáveis; e Miguel Mansur Aisse, professor aposentado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).  

O evento foi realizado online, por meio do programa ABES Conecta, com transmissão ao vivo pelo canal da Associação no YouTube. Para assistir o debate completo acesse aqui. 

Na primeira palestra do painel, que abordou o tema “Caracterização quantitativa e qualitativa do esgoto”, Saulo Nonato comentou sobre o descarte de óleos, graxas e papéis sanitários no sistema de esgoto e os impactos que eles causam, a importância de boas práticas junto à população e conscientização quanto ao descarte correto e gerenciamento desses resíduos. O professor Fabricio Motteran deu continuidade à apresentação destacando os fármacos, desreguladores endócrinos e produtos de cuidado pessoal, explicando o impacto negativo que eles geram à biota aquática quando o descarte é feito de maneira errada. 

Na segunda palestra do painel, que tratou do tema “Impactos do lançamento de contribuições não domésticas em ETEs”, o especialista Cesar Mota falou sobre o descarte da matéria orgânica dos banheiros químicos e a necessidade de legislação mais especifica com relação a ela e sobre os lodos gerados pelas ETAs, seu impacto no meio ambiente, as principais preocupações do descarte do lodo de ETAs em ETEs e seus pontos positivos e negativos. e o professor Miguel Mansur Aisse concluiu a apresentação comentando sobre lodo de tanque séptico e suas características, impactos do lançamento em ETEs, seu descarte irregular e a falta de critérios claros para o recebimento desse tipo de lodo nas estações de tratamento. Falou também sobre lixiviado, suas diretrizes legais e composição em ETEs, seus benefícios e os pontos de atenção. 

O Seminário apresenta os resultados das pesquisas desenvolvidas no âmbito do INCT ETEs Sustentáveis, que originaram 50 notas técnicas, as quais foram agrupadas em 5 coletâneas de acordo com a temática, a fim de apresentar de forma consolidada e integrada o conteúdo produzido. As coletâneas de notas técnicas serão publicadas em edições especiais na Revista Engenharia Sanitária e Ambiental, denominadas Cadernos Técnicos. O primeiro caderno foi lançado na abertura do evento e está disponível aqui.

“Eu gostaria de agradecer e reforçar alguns conceitos. Agradeço por compartilhar com vocês esse momento importante”, disse o professor Miguel Aisse, ao final da palestra. “A ABES está abrindo as portas para esses números especiais permitindo que a gente e, principalmente, os nossos alunos qualificados, mestrandos e doutorandos possam escrever e contabilizar essa produção”, ressaltou o professor em seu agradecimento estendido “ao velho Prosab de guerra e ao INCT, mais recentemente, mostrando como são importantes essas políticas públicas para o tema de saneamento, tão carente”.

O convidado também exaltou a composição do painel. “Elogiar essa mesa é exemplo do clássico, do desejado e do revelado convívio universidade e empresa. Está o Saulo representante de empresa pública, Fabrício, Miguel, Lourdinha e Cézar, representantes de universidade. Quem disse que não dá certo? Quem disse que a universidade não dá retorno ás demandas da empresa? Quem disse que a empresa não confia na universidade?”, enfatizou o especialista. “Parabéns! E que esses exemplos, essas palavras chaves, esses planos de trabalho sigam por muitos anos para benefícios dos brasileiros”, concluiu Miguel Mansur, professor aposentado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Confira o primeiro caderno técnico da Revista ESA sobre esgotamento sanitário, fruto da parceria entre a publicação da ABES e o INCT ETEs Sustentáveis, lançado durante a abertura do seminário. Acesse AQUI.

Para saber mais sobre o evento e acessar a programação completa, clique AQUI.

Confira aqui os currículos dos palestrantes.

ABES Conecta 

Sucesso da Associação, o programa ABES Conecta disponibiliza conteúdo qualificado em webinares gratuitos e cursos pagos sobre os temas mais relevantes do setor de saneamento e meio ambiente. Já são mais de 280 mil visualizações nas transmissões! 

Clique aqui para conhecer nossas Câmaras Temáticas.

Ainda não é um associado da ABES? Clique aqui e junte-se a nós!  

As opiniões emitidas neste evento não exprimem, necessariamente, a visão da ABES. 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: