Últimas Notícias

3° Seminário Nacional de ETEs Sustentáveis: debate sobre valoração e gerenciamento dos subprodutos sólidos do tratamento de esgoto encerra 1º dia

Estreia do evento no ABES Conecta, com transmissão pelo canal da Associação no YouTube, foi sucesso de público e já conta com mais de 2.800 visualizações.

Por Nely Ramos 

O painel “Valoração e gerenciamento dos subprodutos sólidos do tratamento de esgoto” fechou o primeiro dia do 3° Seminário Nacional de Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto: contribuições do INCT ETEs Sustentáveis para o setor de saneamento, nesta quinta-feira, 12 de agosto. 

Realizado pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis) e pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, o evento acontece online, por meio do programa ABES Conecta, com transmissão ao vivo pelo canal da Associação no YouTube. Estreia foi sucesso e público e já conta com mais de 2.800 visualizações. Para assistir ou rever os debates na íntegra, acesse aqui.

O terceiro e último painel do dia contou com moderação de Mario Kato, Professor Titular da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Para debater o tema, estiveram presentes Rafael Kopschitz, professor titular no Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Viçosa (UFV); Simone Bittencourt, gestora de resíduos de Sistemas de Esgotamento Sanitário na Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar); Isaac Volschan, professor titular do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e Lucas Vassale, membro da equipe executiva do INCT ETEs Sustentáveis (UFMG). 

A primeira palestra sobre o tema abordou o “Uso de lodo em solo: alternativas aplicáveis à realidade brasileira”. Rafael Kopschitz comentou em sua apresentação a respeito da classificação do lodo de esgoto e a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), produtos contendo lodo de esgoto registrados no MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) e a resolução Conama N°498/2020. A palestrante Simone Bittencourt falou sobre os três processos de redução dos patógenos: higienização do lodo via compostagem, higienização do lodo via estabilização alcalina e secagem e higienização térmica do lodo. O uso agrícola de biossólido, experiências brasileiras no uso deles, potencialidades do uso agrícola de biossólido no Brasil e suas perspectivas e o uso de biossólido na recuperação de áreas degradas foram pontos também citados pela gestora.   

Fechando o tema foi apresentada a palestra “Pré-tratamento e codigestão de substratos visando o aumento da produção de biogás”. Isaac Volschan abordou o pré-tratamento e codigestão de substratos, a complexidade das moléculas presentes no lodo do esgoto, as principais técnicas e o universo tecnológico envolvido no pré-tratamento. Citou também como exemplo o pré-tratamento enzimático do lodo e os principais resultados obtidos. Lucas Vassale, por sua vez, finalizou falando sobre a codigestão das microalgas em reatores UASB e o pré-tratamento das microalgas. 

Confira o primeiro caderno técnico da Revista ESA sobre esgotamento sanitário, fruto da parceria entre a publicação da ABES e o INCT ETEs Sustentáveis. Acesse aqui.

Para saber mais sobre o evento e acessar a programação completa do segundo dia, clique AQUI.

Confira aqui os currículos dos palestrantes.

ABES Conecta 

Sucesso da Associação, o programa ABES Conecta disponibiliza conteúdo qualificado em webinares gratuitos e cursos pagos sobre os temas mais relevantes do setor de saneamento e meio ambiente. Já são mais de 280 mil visualizações nas transmissões! 

Clique aqui para conhecer nossas Câmaras Temáticas.

Ainda não é um associado da ABES? Clique aqui e junte-se a nós!  

As opiniões emitidas neste evento não exprimem, necessariamente, a visão da ABES. 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: