Últimas Notícias

Sessão da BWW sobre mudanças climáticas e eventos extremos discute como gerenciar os impactos na água e no saneamento para melhorar a resiliência

Por equipe de comunicação ABES/BWW

“Mudanças Climáticas e eventos extremos – como gerenciar os impactos na água e no saneamento para melhorar a resiliência?” Este foi o tema que norteou o debate da penúltima sessão desta quinta-feira, 26 de maio, na Brazil Water Week – Semana da Água do Brasil. O assunto integra o tema Meio Ambiente, Mudanças Climáticas e Sustentabilidade.

Realizada pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, esta edição da BWW, o maior evento internacional sobre água do país, acontece online até esta sexta (27), em plataforma exclusiva e interativa e já é considerada o streaming do saneamento. Os inscritos têm 90 dias para acessar todo o conteúdo da programação.

A moderação do debate foi feita por Rafael Volquind, coordenador da Câmara Temática de Meio Ambiente da ABES e coordenador do Tema 7 Meio Ambiente, Mudanças Climáticas e Sustentabilidade. Os palestrantes foram Maximiliano Mardoff, Engineering Manager for Adedge Water Technologies – Chart Industries Company; e Filipe Duarte Santos, Presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS) – Portugal. 

A sessão buscou avaliar as causas além das mudanças climáticas, trazendo para o centro da discussão as mudanças de atitude que os gestores públicos e a sociedade devem adotar, antecipando a redução dos efeitos. Também apresentou tecnologias e metodologias de contingência existentes no setor de saneamento e que possam ser utilizadas em tempos de eventos extremos.

Maximiliano Mardoff falou sobre planos de contingência para resiliência no Chile, apresentou exemplos de resiliência e detalhou quais são os eventos extremos que podem gerar impactos na água e no saneamento. 

Por sua vez, Filipe Duarte Santos trouxe para o debate o 6º relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas – IPCC e falou sobre os impactos das mudanças climáticas. 

Também contribuíram com a discussão, diretamente dos estúdios da BWW, na sede da ABES-SP, Josivan Cardoso, coordenador da Câmara Temática de Gestão de Recursos Hídricos da ABES, e Roseane Maria Lopes Garcia de Souza, diretora da ABES-SP, coordenadora das Câmaras Técnicas de Saúde Ambiental e Resíduos Sólidos da ABES-SP e coordenadora da Câmara Temática Nacional de Resíduos Sólidos da ABES.

Após as apresentações, os convidados integraram um debate sobre o tema. Quem acompanhou o evento ao vivo também teve a oportunidade de interagir em um chat enviando perguntas.

O evento conta com o patrocínio da Sabesp, ANA, Copasa, Embasa, Funasa, Aegea, Sanasa e Sanepar. Ao todo, são cinco dias de sessões reunindo 110 especialistas do Brasil e de outros 19 países.

BWW Connection

Convidados do último bloco do bate-papo do intervalo, conduzido pela jornalista Daniela Lobo, Josivan Cardoso e Roseane Maria Lopes Garcia de Souza, comentaram os destaques da sessão do dia

E Roseane falou também sobre a Campanha DIADESOL, promovida pela ABES-SP, para abordar com estudantes, familiares e professores as questões relacionadas aos resíduos sólidos. E comentou outra iniciativa importante da seção durante o período mais desafiador de enfrentamento à pandemia de covid-19: as cartilhas sobre coleta de resíduos em tempos de pandemia. 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: