Últimas Notícias

Convênio ABES/BID: curso EAD de Regulação no Saneamento encerra-se com sucesso de realização e participação

A primeira turma do Curso EAD (Ensino a distância) “Regulação dos Serviços de Saneamento – Teoria e Prática”, uma parceria entre a ABES e o Banco Interamericano de Desenvolvimento, concluiu no dia 15 de janeiro o período letivo. Este primeiro curso é parte do convênio de Cooperação Técnica, com foco na regulação do setor de Saneamento no Brasil, firmado em 2014, entre a ABES e o BID. A ABES lançará em fevereiro a programação 2017, que terá mais nove cursos, além do voltado à regulação (veja aqui).

Voltado a profissionais do setor de saneamento e meio ambiente com atividade ligada direta ou indiretamente com a regulação do saneamento, o curso foi bastante concorrido – foram mais de 700 candidatos para 100 vagas.

As aulas, que tiveram início em 27 de junho de 2016, contou alunos comprometidos e interessados de diversas regiões do Brasil. Dentre os inscritos, 82 deles concluíram o curso e alguns dos alunos relatam sua experiência com o EAD e a contribuição em suas trajetórias profissionais (leia os depoimentos abaixo).

Para Dante Ragazzi Pauli, ex-presidente nacional da ABES em cuja gestão foi firmada a parceria ABES/BID, a iniciativa abre caminhos para futuros projetos. “O curso foi um ótimo dispositivo. A regulação é um tema novo no Brasil e precisamos de muito debate e muita capacitação”, reforça. “A ABES foi escolhida pelo BID justamente pela pluralidade, como sempre destaco, ela congrega todos os setores do saneamento, além de sua história, sua força na capacitação”, ressalta.

O engenheiro lembrou de como o curso foi concorrido quando as inscrições foram abertas. “Chegamos ao final com um número muito alto (82 alunos). Em um curso longo é muito comum que as pessoas desistam no meio do caminho. Então, foi extremamente positivo”, frisa. “Esperamos que agora usemos este curso que está pronto e a plataforma já disponível para a ABES para que possamos fazer novas turmas em outras empresas, agências reguladoras, universidades. A ABES tem um material espetacular”, conclui Dante (veja aqui os novos cursos EAD da ABES).

“Uma das grandes alegrias de trabalhar com educação é ver os alunos aplicarem os conhecimentos adquiridos e perceber que o repassado contribuiu para a formação pessoal deles”, declara Marina Aguiar, tutora do curso. “Nesse sentido, o curso Regulação dos Serviços de Saneamento – Teoria e Prática me trouxe muitas alegrias e é uma das principais lembranças que vou carregar comigo desta primeira turma. Vê-los aplicando os conhecimentos nos debates dos fóruns, utilizando os exemplos dados nas apostilas para associar a outros casos vividos e, principalmente, observar a busca por mais conhecimento a partir do que repassamos me trouxe muita gratificação no dia-a-dia dos nossos 6 meses de curso!”, orgulha-se.

A administradora da plataforma EAD, Teresa Sardão, compartilha a mesma visão de Dante. “O curso surpreendeu em número de interessados e principalmente na baixa evasão. Tivemos poucos casos de desistência”, enfatiza. “Outro ponto de destaque foi a interação dos alunos com a dinâmica do curso, participando ativamente das atividades em um calendário extenso. Boa parte do bom resultado nesse sentido ocorreu porque usamos uma plataforma open-source de fácil acesso e operação”, explica Teresa. “Por fim, diria que essa é uma inovação da ABES que foi bem recebida pelos alunos e que temos muito a explorar nessa modalidade de aprendizado virtual para o segmento de saneamento ambiental”.

O presidente nacional da ABES, Roberval Tavares de Souza, ressalta o marco que a iniciativa significou e que agora se amplia para a maior programação EAD de cursos em Saneamento Ambiental do Brasil. “É uma vitória da ABES, dos profissionais envolvidos e de todos os alunos que participaram da primeira turma. Estão de parabéns! O alto índice de participação até o final demonstra a qualidade do curso. (veja aqui mensagem do presidente da ABES aos alunos).

A ABES lançará em fevereiro a programação 2017 do Centro de Capacitação EAD da UNIABES, com 10 cursos para a capacitação e qualificação dos profissionais do setor, sendo dois criados pela ABES (Regulação e Tratamento de Esgotos Domésticos) e oito em parceria com a Water Database Saneamento Básico, empresa reconhecida no mercado. Esta parceria é outra inovação trazida pelo Plano Estratégico da ABES para o Biênio 2017/18.

Confira a seguir os depoimentos dos alunos:

“A iniciativa da ABES, em parceria com o BID, de realizar este curso a distância traz inovações que merecem ser destacadas: o tema de regulação, ainda novo para o setor de saneamento; a modalidade em si, EAD, que permite flexibilidade e alcance inimagináveis; o dinamismo do curso, através do qual todos os aspectos sobre a Regulação dos serviços foram abordados, com avaliações e estudos de caso. Durante a realização do curso, estive trabalhando na Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades. Os conceitos da regulação dos serviços aprendidos no curso foram muito valiosos para complementar os produtos do projeto de cooperação entre o Brasil e a Alemanha para o qual trabalho, sobre Eficiência Energética no Abastecimento de Água – ProEESA. Atualmente, estou trabalhando na autarquia municipal prestadora de serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem urbana e manejo de resíduos sólidos de São Lourenço, no sul de Minas Gerais. Tudo o que aprendi no curso será um pilar a mais para me apoiar no desenvolvimento das minhas funções. Portanto, louvo a iniciativa da ABES e faço votos para que outras edições deste curso e outros cursos com esse formato venham a se realizar no futuro! Parabéns!”

Frederico Ferreira de Vasconcelos 

“Sou assessor de Planejamento da Companhia de Saneamento Municipal – Cesama, de Juiz de Fora – MG, que é regulada pela Arsae-MG desde 2012. Participei desde o início do processo de regulação e, na ocasião, havia ainda muita falta de informação sobre o assunto, mas fui aprendendo aos poucos devido à própria necessidade. Atualmente, sou o responsável pela interlocução entre a Cesama e a Arsae e participar deste curso de Regulação foi fundamental para consolidar e ampliar meus conhecimentos neste assunto. Foi uma experiência muito prazerosa fazer este curso, não só pela sua metodologia, mas também por já estar familiarizado com o assunto e esclarecer e rever muitos conceitos que ainda não estavam consolidados, pois a programação do curso teve uma sequência lógica e didática. A Regulação ainda é uma grande novidade no país. A grande maioria dos municípios ainda desconhece a Lei 11.445/2007 e consequentemente a regulação. É importante que a ABES promova novas turmas pois é uma excelente oportunidade para todos de começar a tomar contato e disseminar o tema.”

Mario de Araújo Porto Filho

“Achei o material do curso de Regulação muito bem estruturado e de alta qualidade. O acesso conceitual, a abordagem técnica e de legislação eram  excelentes. Sou professor de faculdade e tenho usado o material e a referência técnica. A exposição dos tutores foi ótima, eles esclareceram todas as dúvidas e o nível das provas foi profundo para tirar as notas. Gostei do curso, do material, do evento aberto que teve no mês de dezembro, pois pude participar e encontrar as pessoas. A regulação no saneamento é um tema que deve ser divulgado e apreciado em diversos fóruns. Acredito que a abordagem da ABES sobre resíduos pode começar a ser trabalhada ou melhorada apesar das Câmaras Técnicas existentes com um curso nessa área. Estou à disposição da ABES para trabalhar nisso”.

Wagner de Miranda Pedroso, Volkswagen do Brasil

“O curso EAD Regulação foi de grande relevância para minha profissão, pois trabalho numa Companhia de Saneamento, a qual é regulada pela ARCE. Então, o conteúdo deste curso me mostrou detalhes da regulação local que eu não tinha conhecimento e ainda me proporcionou conhecer a regulação de outros estados do país, além da plataforma do curso, que permitiu interatividade entre os participantes.”

Jane Mary Alcântara A. Lima, Supervisora Comercial da Companhia de Água e Esgoto do Ceará – Cagece.

“Inicialmente gostaria de parabenizar a ABES/BID pelo sucesso do curso de regulação e também sua equipe que nos proporcionou ao longo desse período de treinamento a oportunidade de ampliarmos o nosso conhecimento em prol do saneamento de nosso país.
O modelo de educação a distância aplicado é motivador e nos trouxe uma cesta de oportunidades de aprendizado com fóruns, cases, webinar, outros e mostrou a competência dos profissionais e colaboradores envolvidos no projeto.
Agradeço a ABES/BID pela oportunidade de aprendizado e estou certo de que o curso continuará sendo um sucesso e indicado a outros colegas do setor.”

Edilson Werneck –  Fundação Nacional de Saúde – FUNASA

“Sou engenheira civil e trabalho como analista de Desenvolvimento Urbano na Secretaria das Cidades, mais especificamente com Políticas Públicas em Saneamento na Coordenadoria de Saneamento. A Secretaria das Cidades é responsável pela coordenação das políticas em Saneamento Rural, sendo responsável também por acompanhar a Companhia de Água e Esgoto do Ceará. Para o desenvolvimento das políticas, estamos em contínuo contato com a Agência de Serviços Delegados do Estado do Ceará – ARCE. O curso me permitiu compreender melhor como funciona a regulação e o processo de funcionamento da própria Companhia, que é fundamental para meu trabalho. Estamos no processo de implementação da Política Estadual, publicada em junho de 2016, considero que os conhecimentos adquiridos serão fundamentais nesse processo. Agradeço novamente pela oportunidade, foi o melhor curso a distância que tive a oportunidade de fazer.”

Marcella Facó

“Gostaria de agradecer a ABES pela oportunidade de participar do curso de Regulação e Saneamento. Quero aproveitar para parabenizar os tutores, a ABES, os parceiros pela estrutura e condução do curso. Um grande volume de informações extremamente relevantes foi transmitido e ajudou a compreender a regulação do saneamento. Espero que nós tenhamos a oportunidade de continuar essa discussão da regulação do saneamento no Brasil. Obrigado, ABES e parceiros, um abraço a todos.”

Renato Monteiro, RM Consultoria em Regulação e Gestão de Saneamento.

“Trabalho na Diretoria Técnica de Concessões e Regulação da Qualidade – Ditec, diretamente com Saneamento, Esgotamento Sanitário. Sou chefe de departamento, com formação em Engenharia Civil. Trabalho na Arsam desde 2008 e pude aprender um pouco mais sobre regulação, principalmente no que diz respeito às tarifas, estruturas tarifárias, subsídios e demais itens que não dizem respeito a área técnica propriamente dita. Ao contrário de alguns, pude conhecer a teoria de algo que já vejo na prática.”

Suzy Lima Tavares

“Muito obrigada por tudo. O curso foi extremamente valoroso porque nos propiciou saberes integrais e de fundamental importância para a nossa atuação e desenvolvimento profissional, no contexto de regulador. Parabéns pelo trabalho realizado com excelência. Obrigada à ABES e equipe e ao BID pela valorosa oportunidade.”

Milena Kelly de Souza de Almeida, da Agência Reguladora Municipal de Água e Esgoto de Belém – AMAE Belém

“Achei o curso ótimo, bem completo, aborda várias vertentes diferentes a cerca do tema, auxiliando para uma melhor regulação dos serviços de saneamento brasileiros.”

Jamily Murta, Agência Reguladora do Estado do Ceará-ARCE

Regulação: um tema complexo, passando para um tema simples

Ao longo de toda a trajetória da capacitação EAD, promovida pelo Convênio ABES/BID, o tema regulação foi passando por uma transição. De um tema árido para um tema palatável; de um tema novo para um tema contemporâneo; de um tema complexo para um tema simples.

Considerando que o tema chegou ao setor de saneamento, na esteira da Lei 11.445/2007, nos dava a impressão que o assunto chegava ao setor a partir de então. Grandes descobertas foram sendo identificadas, notadamente o fato de que regulação há muito vem sendo debatida, dada a sua importância para salvaguarda de interesses de todas as partes interessadas, particularmente aqueles da sociedade.

Aprendemos assim que no velho continente a regulação veio para disciplinar relações, para salvaguardas, até então desamparadas. Pudemos também perceber o que outras utilities pensavam e agiam sobre o tema. Mas não parou por aí: ao desnudarmos o tema, apareceram muitas questões até então cristalizadas, monolíticas, até então ocultas. Pudemos perceber a importância da revisão de conceitos antigos, correlatos ao tema, tais como consumo mínimo, regulamentação, política tarifária, engenharia econômica, limites de responsabilidades, modelos organizacionais, gestão de risco, comercialização de serviços, impacto de questões contingenciais na vida de uma organização de saneamento, estratégias de regulação, modelos de regulação, enfim, toda sorte de metodologias relativas ao nosso setor brasileiro, mas cheio de exemplos e experiências de diversos países do mundo.

Foi de fato um show a que fomos submetidos, nós participantes do EAD ABES/BID: show de conceitos, de teorias, de práticas, de cases, de experiências bem e mal sucedidas, estas últimas complementadas por fóruns de discussão riquíssimos, promovidos pelo corpo discente, com apoio inestimável de nossos tutores(as) e coaching.

Por fim, a tecnologia de informação que a ABES/BID nos disponibilizou, trazendo ao Brasil o modelo educacional a distância, corou toda a experiência, credenciando a nossa ABES a acreditar na educação, na formação, no desenvolvimento gerencial, no despertar de novas lideranças, no conhecimento, credenciando-a na criação de nossa UNIABES, a universidade do saneamento, em apoio à transferência de experiências a todas as regiões brasileiras.

Cumprimentar e agradecer é o que nos resta, pelo resgate que a ABES/BID promoveram, trazendo alentos ao setor de saneamento, certos de que encontraremos o caminho da regulação, dando ao setor um modelo regulado, contemporâneo, digno de uma sociedade que anseia por qualidade na prestação de serviços, mais do que simplesmente idealizar modelos de gestão.

Parabéns ABES/BID; parabéns saneamento; parabéns a todos os treinandos que, juntos, passamos a limpo o tema regulação. Foi um início – e que início” – certos de que para mais e mais sanitaristas a experiência que acabamos de viver vai ser continuada.”

Mário Augusto Bággio, sócio gerente da Hoperações Consultoria em Gestão Ltda e Sócio gerente da Water Database Saneamento Básico Ltda.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: