Últimas Notícias

UNIABES: entrevista com Mário Augusto Baggio, instrutor do curso de perdas que começa nesta segunda, dia 13

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES lançou em fevereiro a UNIABES. Visando à educação, à promoção do conhecimento para o setor de Saneamento Ambiental no Brasil, à capacitação e à qualificação profissional, a UNIABES disponibiliza, entre seus 10 cursos, o Curso de Capacitação Gerencial sobre “Redução e Controle de Perdas Aparentes: gerenciando a Micromedição – Foco em gerentes, supervisores e técnicos”, que terá início na próxima segunda-feira, 13 de março. Inscrições aqui.

Leia a entrevista a seguir com Mário Augusto Baggio, instrutor do curso, coordenador da Regional Sul da Câmara Temática de Gestão de Perdas da ABES e sócio gerente da Water Database Saneamento Básico, empresa de atuação reconhecida e parceira da ABES em oito cursos da UNIABES.

  • Mário Augusto Baggio, da Water Database, parceira da ABES para os cursos da UNIABES

    ABES Notícias – Qual é o cenário das Perdas no Brasil? Quais são os maiores desafios, neste sentido?

Mario Augusto Baggio – O cenário, além de preocupante, haja vista índices nacionais de perdas de quase 40%, se apresenta numa tendência crescente, já que segundo Tardelli (Jairo Tardelli, autor do livro “Controle e Redução de Perdas nos Sistemas Públicos de Abastecimento de Água”), à medida que os investimentos decrescem as perdas crescem. E não paramos por aí, tendo em vista um fator adicional, qual seja, o de estresse hídrico pelo qual muitas regiões brasileiras passaram. Num primeiro momento, há queda de perdas, decorrente de operações de emergência, visando poupar mananciais; normalizando-se o estresse hídrico as perdas tendem a voltar ao seu estado anterior. Dessa análise, nos deparamos com um complicador, pois o rescaldo dessa crise hídrica foi a queda de consumo per capta, bom pelo lado da racionalidade do uso da água, mas por lado, com outros impactos profundos no faturamento.

Fica aqui o grande desafio: como manter as margens de faturamento, gerando-se as receitas para cobertura dos custos crescentes e da grande demanda de investimentos?  Incentivando a população a usar mais água?  Gerenciando a micromedição, adotando-se estratégias de medição calcadas em melhores tecnologias e sistemas smart metering?

ABES Notícias – Por que é importante investir em aprendizado para esta área?

Mário Augusto Baggio – A resposta à indagação anterior, do ponto de vista de sustentabilidade, passa pela escolha do item 2, qual seja, investir na melhoria da micromedição, desde a necessidade de medir, passando pela segmentação de mercado, critérios de dimensionamento baseados em perfis de consumo, especificações modernas, trazendo ao Brasil o estado da arte em medição, com inspeções de fábrica, transporte e armazenamento adequados, instalação de hidrômetros de maneira científica, boas práticas de leitura, baseada em sistemas modernos, boas práticas de manutenção preditiva e preventiva, culminando com o descarte responsável dos hidrômetros.

Muita teoria está ligada ao mundo dos hidrômetros. Mas como difundir tanta teoria, que não fosse por um processo de aprendizagem responsável e científico? A ABES, dentro de sua história de mais de 50 anos resolveu, a partir de 2016, criar a Universidade da ABES, com vários centros de conhecimento, iniciando pelo de EAD – ensino a distância.

Assim, a UNIABES, apostando na relevância dos investimentos em aprendizagem, idealizou um vasto Programa de Capacitação a Distância, calcado em 10 relevantes temas, iniciando pela Gestão Integral da Micromedição: Combate às Perdas Aparentes, focado nas necessidades de gerentes, supervisores e técnicos que gerem a medição das empresas de saneamento básico do Brasil. A espiral abaixo evidencia as 10 importantes etapas para a gestão transversal da micromedição, rumo à minimização das perdas aparentes, mantendo-se salvaguardadas as receitas dos operadores:

Figura 1 – Espiral de Gestão Integral da Micromedição, demonstrando os dez módulos do EAD.

ABES Notícias – Na sua visão, como a qualificação dos profissionais do saneamento pode contribuir para transformar o cenário das perdas no país?

Mário Augusto Baggio – A visão de futuro da UNIABES é a de alcançar a Certificação de Mão de Obra, mas iniciando o processo pela capacitação, na direção da qualificação. Significa dizer que a UNIABES trilhará árduo caminho, iniciando pela capacitação, ofertando ao mercado de saneamento brasileiro mais de 1500 oportunidades de treinamento a distância, em temas escolhidos a dedo. Para a escolha dos temas foram ouvidas as Câmaras Temáticas da ABES, que sugeriram 10 importantes temas, tendo o tema “Perdas” merecido destaque, oportunizando-se 4 cursos, cada qual direcionado a um público alvo.

ABES Notícias – Quais são os diferenciais deste curso para o aluno que vai participar?

Mário Augusto Baggio – Os diferenciais desses cursos começam pela escolha dos temas, já que muitos profissionais do setor foram ouvidos pela UNIABES. Mas o grande diferencial é o processo de aprendizagem escolhido, baseado nas seguintes premissas:

  • Lendo aprendemos;
  • Lendo e ouvindo aprendemos melhor;
  • Lendo, ouvindo e praticando aprendemos ainda melhor.

Dessa forma, o processo de aprendizagem foi idealizado contando com os seguintes recursos didáticos-andragógicos:

  1. Ebooks inéditos e genuíno
  2. Fóruns de debate, intensivos
  3. Vídeo-aulas
  4. Áudio-aulas
  5. Cases de estudos
  6. Debates sobre os temas
  7. Chats
  8. Tira dúvidas
  9. Plataformas modernas de E-learning
  10. Exercicios com auto-correções
  11. Tutoria profissional
  12. Secretaria full time dedicada aos treinandos
  13. Biblioteca online, disponibilizando centenas de documentos aos treinandos
  14. E, por último, professores com larga experiência em gestão, engenharia, operações, água e esgoto etc

ABES Notícias – Considerações finais

Mário Augusto Baggio – Somos o que aprendemos. Como indivíduos, precisamos de ser eternos aprendizes. Somos o que sabemos. Em relação às organizações, elas são também o que seus indivíduos sabem, para serem organizações que aprendem.A ABES, cônscia de sua responsabilidade técnico-cientifica e institucional, impulsionada pela era do saber e do conhecimento, idealizou a UNIABES, a universidade do saneamento básico e ambiental. É uma nova etapa, rumo à disseminação do conhecimento, criando centros de conhecimento, iniciado pela Educação a distância, que agora em março se inicia. Bem-vindo sanitarista brasileiro: a UNIABES lhe acolhe, primeiro para lhe fornecer conhecimento e, na sequência, aprender com você e trazer para o mercado ainda mais conhecimento, gerado pela via da consulta de suas necessidades e requisitos. Boa aprendizagem e crescimento. Juntos, seremos mais e mais fortes.

Acesse: UNIABES

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: