Últimas Notícias

Coordenador do JPS-SP troca experiências com membros do Young Water Professionals (YWP) no Quênia

Encontro com os jovens profissionais na sede da NCWSC.

O geógrafo e coordenador do programa Jovens Profissionais do Saneamento da ABES-SP (JPS-SP), Thomas Ficarelli, que está no Quênia (África) para sua pesquisa de doutorado sobre Sistemas de Informações Geográficas (SIG) em companhias de saneamento básico, reuniu-se com integrantes do Young Water Professionals (YWP), programa do país africano afiliado à International Water Associations (IWA) que busca a promoção e a participação de jovens na associação, semelhante ao trabalho que o JPS realiza na ABES.

O encontro ocorreu na última quarta-feira, dia 28 de junho, em reunião promovida pelo YWP. Thomas, que escolheu Nairobi, capital do Quênia, como um estudo de caso, aproveitou sua estada na cidade para conhecer o YWP locado na Nairobi City Water and Sewerage Company (NCWSC, a companhia de saneamento local). Estiveram presentes seis jovens do YWP que trabalham na companhia, entre eles, Charity Supeyo (coordenadora) e o Kelvin Mwangi (vice-coordenador).

O brasileiro apresentou as principais atividades que o JPS vem realizando, como as ações voluntárias de educação ambiental em escolas, palestras em universidades, criação de grupos de trabalho e pesquisas, integração nacional e internacional, workshops para carreira e visitas técnicas, entre outros. As principais dúvidas que surgiram por parte dos quenianos foram relacionadas à formação de líderes, encorajamento dos participantes para se tornarem mais ativos no grupo e sustentabilidade financeira do grupo.

(Da esq. para a dir.) Charity, Thomas (JPS-SP) e Kelvin.

Os jovens quenianos também falaram sobre as principais atividades, as quais em muitos casos são semelhantes com a do JPS no Brasil. Dentre elas, se destacam o “quizz” sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), atividade que executam em escolas, universidades e também em empresas, além das atividades voluntárias de educação ambiental e uso racional da água, visto que Nairobi vem passando por uma crise hídrica desde o começo deste ano. Ainda, o YWP vem firmando parcerias com instituições como a ONU e o Parlamento Panafricano, em questões políticas, e com a AIESEC, para aproximação com as universidades. “Eles possuem um Comitê de Pesquisa para dar apoio aos associados em publicações, realizam atividades sobre higiene no Dia Mundial de Lavar as Mãos (Handwashing Day – 15 de outubro) e realizam ações de saneamento, como concepção de projetos de saneamento em áreas irregulares. Estão bastante engajados em buscar melhorias para coleta de resíduos sólidos e reciclagem em Nairobi”, relata Thomas.

A respeito do saneamento no Brasil, os quenianos perguntaram ao geógrafo sobre como é feita a gestão de resíduos sólidos urbanos, desde a coleta e tipos de veículos até o local de descarte em aterros regulares ou lixões. Eles também perguntaram sobre obstruções em redes de esgoto e de qual forma as companhias de saneamento brasileiras vêm controlando e tratando disso.

Para Thomas, o encontro foi extremamente enriquecedor. “Nairobi possui muitos desafios de saneamento básico, mas ao mesmo tempo o YWP e a Companhia de Saneamento possuem profissionais altamente qualificados e conscientes das possibilidades de resolvê-los. Eles estão diretamente articulados com políticos e pessoas estratégicas do setor, bem como internamente estão muito bem organizados. O JPS do Brasil tem muito a aprender e trocar com eles.”

Segundo o geógrafo, os jovens quenianos ficaram bastante animados de ver que o Brasil conseguiu superar algumas questões como a dos aterros irregulares em centenas de cidades brasileiras. “Mas comentei que ainda temos muitos problemas comuns, principalmente quanto ao saneamento nas áreas urbanas irregulares, questão na qual Nairobi está implantando um projeto muito interessante.

Thomas terá um encontro formal com o diretor geral da NCWSC, Philipp Gichuki e os jovens profissionais, para os quais estenderá convite para participarem do Fórum Mundial da Água, a ser realizado em março de 2018 em Brasília – DF.

Para saber mais sobre o YWP, acesse aqui.

Página do JPS no Facebook.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: