Últimas Notícias

JPS-SP realiza encontro sobre intercâmbio voluntário 

Por Clara Zaim

O Programa Jovens Profissionais do Saneamento da ABES Seção São Paulo (JPS/ABES-SP) promoveu nesta terça, 23 de julho, um encontro com jovens para falar sobre experiências com intercâmbio voluntário. O evento, que foi sucesso de participação, aconteceu na sede da entidade, na capital paulista.

Encontro contou com palestras de Gustavo Leutwiler Fernandez (voluntário na África Worldpackers), Thamiris de Campos Luduvice (voluntária no Equador, AIESEC Brasil), Milena Barp (mestranda na França pelo Programa Erasmus Mundus) e Andressa L. da Silva Gomes (estagiária na Suécia, IAESTE Brasil).

Gustavo Leutwiler iniciou a conversa contando sobre como o voluntariado que fez em alguns países da África quebrou paradigmas e estereótipos. Teve passagens pela África do Sul, Zimbábue, Etiópia, Ruanda e Quênia. Para ele, são países com uma riqueza humana muito grande. Ao conhecer a cultura e a população local, segundo ele, pôde interagir e aprender. Gustavo passou também pela Palestina e contou como foi a sua rotina como voluntário por lá. De acordo com ele, trabalhava no hostel em troca de hospedagem e alimentação, também fazia o trabalho da comunicação do local, 6 dias por semana, durante 4 horas. Há ainda outras opções de trabalho no hostel como a parte administrativa e a fazenda orgânica. A comunicação com a população local era feita por meio do idioma inglês.

Leutwiler explicou também como funciona a Worldpackers, uma plataforma de troca de trabalho por hospedagem e alimentação. Ao se cadastrar o usuário paga uma taxa de 50 dólares por ano. O jovem ainda mantém a Trip Voluntária (saiba mais aqui), que é uma iniciativa para promover as viagens de voluntariado como um meio sustentável de turismo, um caminho para o autoconhecimento e uma oportunidade de ajudar a transformar o planeta em um lugar melhor para se viver.

O voluntário finalizou sua apresentação sorteando pra ao público o Livro “Africanamente – o que vivi e aprendi como voluntário na África”, de sua autoria. Ele comentou sobre a sua participação no evento. “Para mim é um prazer enorme poder falar para o público jovem que é o melhor para conversarmos. O tema sobre as viagens do voluntariado é a minha paixão. Pude mostrar que o intercâmbio é mais acessível do que parece. É uma oportunidade de se divertir, ajudar e melhorar como ser humano. O voluntariado ajuda mais a nós mesmos do que as outras pessoas. Agradeço pela oportunidade de conversar com os jovens da Abes e do JPS”, finalizou

A palestrante Milena Barp que cursa mestrado na França pelo Programa Erasmus Mundus participou por meio de vídeo. A jovem contou que o programa tem bolsas de estudo em todas as áreas de mestrado. Para se inscrever, é necessário que o estudante seja bilíngue e reúna carta de recomendação, carta de intenção contando as suas experiências profissionais/habilidades e histórico escolar traduzido .

Ela explicou que o programa reúne países como França, Alemanha, Itália, Polônia e Suíça. São cinco universidades para cada curso, mas é obrigatório passar ao menos por duas faculdades. Milena estuda na França e irá finalizar o mestrado na Polônia. “Para o jovem fazer intercâmbio é importante estar com o inglês afiado e pesquisar as bolsas oferecidas”, disse.

Andressa L. da Silva Gomes participa do programa IAESTE (International Association for the Exchange of Students for Technical Experience) no Brasil, que é ministrado pela ABIPE (saiba mais aqui).
O programa oferece experiência profissional remunerada para estudantes de graduação, Pós e MBA. É necessário ter um segundo idioma, como inglês ou espanhol, para participar. Há oportunidades no mercado de trabalho ou na área acadêmica para proporcionar experiência prática dentro da área de formação. O tempo limite é de um ano e pode ser renovado pela empresa. Os candidatos são inscritos de acordo com os pontos acumulados oferecendo benefícios ao programa. Quanto maior o número de pontos acumulados, mais chances o estudante tem de escolher as melhores vagas. As atividades são: oferecer vagas para estrangeiros em empresas ou em universidades brasileiras; oferecer hospedagem em casas de famílias ou em repúblicas; indicar um amigo (ou vários!) que também faça inscrição para o programa; buscar estudantes estrangeiros no aeroporto/rodoviária quando estiverem desembarcando em nosso país, organizar palestras para promover o programa na sua faculdade; participar das atividades sociais promovidas pela ABIPE e pelas lojas CI ao longo do ano.

A jovem, que irá estagiar pela IAESTE na Suécia, comentou sobre a sua palestra. “Falei sobre como funciona a Iaste e como entrar no programa. O intercâmbio pode ser feito com uma oportunidade de trabalho em outro país. Me senti muito honrada com o convite, tive a oportunidade de apresentar o programa para as outras pessoas seguirem os meus passos e conseguirem fazer o intercâmbio”, comentou.

Thamires de Campos Luduvice participou pela AIESEC e discorreu sobre os programas oferecidos pela plataforma. Os programas de voluntariado são: Talento Global (estágio remunerado), Voluntário Global (intercâmbio voluntário em fundações) e Empreendedor Global (voluntariado não remunerado em startups focado no desenvolvimento profissional). A jovem participou no Equador de um trabalho voluntário (o Live Green Manta-Manabi) sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS da Organização das Nações Unidas (ONU). A voluntária ajudou na reciclagem e artesanato, já que o trabalho era baseado na ODS 12 sobre Consumo. O programa tem duração de 6 a 8 semanas com uma carga horária de 25h, possui uma taxa de inscrição e oferece moradia e refeição. Na palestra, Thamires contou como foi a experiência de trabalho, a convivência com a população já que morou com três famílias e como foi conhecer a cultura e diversos lugares do país.

“Estou honrada com o convite, pois sempre participei das palestras da Abes e do JPS e hoje tive a a oportunidade de contar a minha experiência. O JPS acrescentou muito para a minha carreira com os cursos, as palestras, as visitas técnicas e o networking que possibilita. É muito importante para o profissional e o pessoal”, finalizou

O público saiu satisfeito e conhecendo outros tipos de intercâmbio como é o caso de Vivian Gonçalves, graduada em Publicidade e Propaganda e atualmente professora de inglês. “Tive conhecimento do evento pelo Facebook da página Trip Voluntária. A palestra foi muito legal, pois não tinha conhecimento sobre os programas apresentados. Sou formada em Publicidade e Propaganda e estou cursando a minha segunda graduação em Pedagogia. Já fiz intercâmbio nos Estados Unidos, na Alemanha e no Malawi. Pretendo fazer intercâmbio futuramente”, contou.

A coordenadora do JPS-SP, Maria Fernanda Bentubo, comentou sobre o encontro.
“O evento foi sensacional! Fazia tempo que  não via tanta gente reunida com o mesmo interesse e lotando o nosso auditório”, comemorou. “O intercâmbio voluntário é um dos tipos que as pessoas não conheciam. É uma oportunidade para aprender um segundo idioma e contribuir com o mundo de alguma forma. O objetivo do JPS é formar lideranças para o mundo, aplicar o conhecimento e se doar para o próximo. O evento, que foi aberto ao público, trouxe muita gente de fora que acaba tendo algum conhecimento sobre a área da engenharia. Quero agradecer aos palestrantes que enriqueceram a nossa noite”, concluiu.

Sobre o JPS

O Jovens Profissionais do Saneamento é um programa de desenvolvimento contínuo, criado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental em 2010, que tem como objetivo despertar habilidades e lideranças entre os jovens que atuam em saneamento, e promover o debate de temas atuais relacionados ao setor de Saneamento e Meio Ambiente. O JPS está presente em quase todos os estados brasileiros.

O JPS proporciona aos seus integrantes, ações como suporte à publicação de artigos técnicos para apresentação em congressos, divulgação de cursos, participação em eventos, promoção de visitas técnicas e palestras sobre o setor, cujo objetivo é aprimorar o conhecimento acadêmico dos jovens e promover uma rede de relacionamento.

A participação é gratuita.

Para fazer parte do JPS-SP entre em contato pelo e-mail: jps@abes-sp.org.br

Para saber como participar do programa em outros estados, acesse Jovens Profissionais do Saneamento.

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: