Últimas Notícias

CT Dessalinização e Reúso da ABES presente em seminário nacional de meio ambiente, reúso e gestão de águas na indústria

A economista e coordenadora adjunta da Câmara, Karina Alencar, foi uma das palestrantes do evento, que aconteceu em Florianópolis, nos dias 23 e 24 de setembro

A Câmara Temática de Dessalinização e Reúso da ABES marcou presença no 2º Seminário Nacional do Meio Ambiente e Reúso e Gestão de Águas na Industria e Segmentos Produtivos, promovido, nos dias 23 e 24 de setembro, em Florianópolis, Santa Catarina, pela Associação Catarinense de Engenheiros – ACE. No segundo dia do evento, realizado na sede da entidade, a economista Karina Alencar, coordenadora (adjunta) da CT, ministrou uma palestra com o tema “Tendências de Mercado, Novas Oportunidades e Perspectivas de Reúso de Água”.

Segundo Karina, o seminário foi “um grande acontecimento, que reuniu profissionais do setor  de empresas públicas e privadas, acadêmicos, estudantes e especialistas com palestras de alta qualidade técnica. O evento foi um excelente ponto de encontro entre os tomadores de decisão e gestores de políticas e projetos em saneamento ambiental e prestadores de serviços para discutir sobre a expansão do reúso de água no Brasil”, comenta.

A especialista opina sobre a importância deste tema. “Vejo que o reúso é um importante segmento de mercado que está ganhando força em virtude de ser uma forma inteligente de gestão do recurso hídrico e de ser um meio de redução do desperdício”, diz Karina.

Para a economista, as pessoas estão cada vez mais interessadas no reúso, mas ainda não conhecem o assunto e por isso desconfiam. “É importante destacar que água de reúso passa obrigatoriamente por um processo de tratamento para qualificar a água a fim de não colocar em risco a saúde humana. Por isso entendo como é importante mostrarmos para a sociedade a informação segura das vantagens do reúso da água”, frisa. E lembra que as indústrias já utilizam largamente o reúso interno devido à sua vantagem econômica na produção com a redução do consumo de água. “Por isso entendo que a expansão do reúso ocorrerá também para as residências, assim que as pessoas entenderem que ele é seguro, em especial o reúso residencial com águas cinza”, destaca. 

“O reúso de águas cinza”, prossegue Karina, “possui um tratamento mais simples porque não utiliza águas negras, originárias do sistema sanitário. Ele provém do uso de efluentes domésticos de máquinas de lavar roupas, tanques, pias, chuveiros, que após ser tratado, é usado em descargas, irrigação de jardins, lavagem de carros”, esclarece.

Karina Alencar conta que em sua apresentação, demonstrou que o cenário econômico atual está favorável e oferece oportunidades para os empresários, profissionais do saneamento, investidores e consumidores. “Concluí indicando que investir em reúso é um ótimo negócio, possui um tempo de recuperação do investimento pequeno, e atualmente já existe no mercado tecnologia adequada para oferecer segurança ao consumidor a fim de garantir qualidade da água de reúso somada a seu uso eficiente”, enfatiza.

Leia a entrevista com Karina Alencar sobre o tema para a Revista Meio Ambiente Industrial – RMAI. Acesse aqui (página 46)

 

 

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: