Últimas Notícias

“É um incentivo para continuar na área de pesquisa”, afirma finalista do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo 2021

Estudante Gabriel Fernandes Ferreira Mello, de 16 anos, morador de Itajaí/SC, desenvolveu projeto inovador para ETA’s, que pode contribuir para que o consumidor final receba água de qualidade.

Por Clara Zaim

“Participar de uma premiação desta dimensão, com apenas 16 anos, é um grande marco na minha vida. É um aprendizado único e incentivo para continuar na área de pesquisa. Pretendo seguir na área de Engenharia Mecatrônica, pois é uma área que visa o desenvolvimento de novas tecnologias e invenções inovadoras que podem ajudar todo o mundo”.

Quem afirma é Gabriel Fernandes Mello Ferreira, aluno do Colégio São José, na cidade de Itajaí, em Santa Catarina, um dos finalistas do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo 2021 – etapa Brasil, realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental ABES, por meio do programa Jovens Profissionais do Saneamento da entidade (JPS).

O trabalho vencedor será anunciado neste sábado, 5 de junho (Dia Mundial do Meio Ambiente), em cerimônia online no canal da ABES no YouTube (acesse aqui).

Gabriel conta que sua recente inserção no meio científico e seu estudo sobre poluição dos corpos hídricos foi a grande motivação para se inscrever na prêmio. Ele concorre com o projeto “Desenvolvimento de um mecanismo de retenção de microplásticos em Estações de Tratamento de Água (ETAs)”. O trabalho, segundo o finalista, “pode contribuir para o consumidor final receber uma água de qualidade, além de ser uma inovação, pois não existem mecanismos como este”.

Gabriel aproveita para deixar um recado para os estudantes que pretendem se inscrever para a edição do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo de 2022. “Persistam, muitas vezes não dá certo nem da primeira vez e nem da segunda, terceira ou quarta, muitas vezes o cansaço é grande mas é possível chegar até a final, basta acreditar e se dedicar”.

Ele acreditou! Se ganhar aqui, Gabriel concorrerá à etapa internacional, que será realizada de forma virtual diretamente de Estocolmo, na Suécia, no dia 24 de agosto.

Para chegar a este resultado, além de sua dedicação, Gabriel contou com a orientação de Fernanda Poleza, professora de Ciências, Biologia e Química. Ela conta que o jovem é seu aluno desde o ensino fundamental e sempre demonstrou interesse em aprender mais.

A professora lembra que Gabriel a procurou para desenvolver o projeto para a FEBRACE (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, promovida pela Escola Técnica da Universidade de São Paulo).

“Desenvolver o projeto foi muito desafiador, por estarmos fora da sala de aula, sem o suporte da escola, por conta da pandemia. “Durante a execução do projeto, a troca foi maravilhosa. Ele desenvolveu muito sua habilidade na escrita e na comunicação. Já estávamos imensamente felizes com a premiação da FEBRACE, o projeto ficou em terceiro lugar na categoria Engenharia e Destaque Unidades da Federação de Santa Catarina”, diz.

“Ser finalista do SWJP trouxe uma perspectiva de futuro muito valiosa. A dedicação e a preparação para esta etapa vêm agregando muito no seu preparo profissional. Gabriel é um garoto com um futuro promissor. Fico extremamente orgulhosa de fazer parte desta etapa da sua vida”, enfatiza, orgulhosa.  

Lilyane Andrade, coordenadora do JPS Núcleo Baixada Santista (SP) e membro da comissão organizadora desta edição do prêmio, comenta sobre a importância dos estudantes participarem da iniciativa. “Não é apenas uma premiação, mas sim uma oportunidade para os jovens vivenciarem uma experiência única”, destaca. “ Os estudantes podem otimizar os processos de algo tão essencial que é a água e estar em contato com os mais jovens cientistas”, completa a JPS.

Sobre a premiação 

Criado em 1997 pelo SIWI – Instituto Internacional de Águas de Estocolmo (Stockholm International Water Institute), o prêmio tem como patrona a princesa Vitória da Suécia e é promovido anualmente em duas etapas: uma nacional, realizada em cada um dos países participantes, e uma internacional, na qual ocorre a grande final. A etapa final acontece em Estocolmo, na Suécia, durante a Semana Mundial da Água de Estocolmo (Stockholm World Water Week).

Sobre o JPS

O Jovens Profissionais do Saneamento é um programa de desenvolvimento contínuo, criado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental em 2010, que tem como objetivo despertar habilidades e lideranças entre os jovens que atuam em saneamento, e promover o debate de temas atuais relacionados ao setor de Saneamento e Meio Ambiente. O JPS está presente em quase todos os estados brasileiros.

O JPS proporciona aos seus integrantes ações como suporte à publicação de artigos técnicos para apresentação em congressos, divulgação de cursos, participação em eventos, promoção de visitas técnicas e palestras sobre o setor, com o objetivo de aprimorar o conhecimento acadêmico dos jovens e promover uma rede de relacionamento.

A participação no programa é gratuita. Para fazer parte do JPS-SP, entre em contato pelo e-mail: jps@abes-sp.org.br.

Para saber como participar do programa em outros estados, acesse a página dos Jovens Profissionais do Saneamento (clique aqui).

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: