Últimas Notícias

JPS visita escolas para falar sobre Prêmio Jovem da Água de Estocolmo. Inscrições foram prorrogadas até 28 de abril

O programa Jovens Profissionais da ABES é o embaixador do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo (Stockholm Junior Water Prize – SJWP) edição 2019 e, desta forma, responsável pela divulgação, promoção e auxilio nas campanhas da etapa brasileira. Desde fevereiro, integrantes do JPS-SP, JPS-MG e JPS-ES têm visitado escolas em seus estados para apresentar a premiação, cujas inscrições foram prorrogadas até o dia 28 de abril, aos estudantes. Até esta data, jovens de 15 a 20 anos podem inscrever seus projetos e concorrer a uma viagem para representar o Brasil em Estocolmo, na Suécia. Participe! Inscreva-se aqui. 

Neste ano, a premiação é organizada pela Câmara de Comércio Sueco-Brasileira – Swedcham e tem como patrocinadores o Instituto Iguá, Xylem e Iguá Saneamento.

A seleção dos trabalhos será realizada de 30 de abril a 12 de maio e o anúncio dos finalistas ocorrerá entre os dias 14 e 15 de maio.

A etapa nacional da edição 2019 do Prêmio acontecerá em junho de 2019, na cidade de São Paulo. A data e o local serão informados em breve. A etapa internacional será realizada na semana de 24 a 29 de agosto de 2019, em Estocolmo- Suécia.

Sobre o edital, vale ressaltar:

Mentorias

Todos os autores e orientadores finalistas receberão certificados de honra ao mérito, atestando o êxito de chegar à última etapa da competição, além de acesso a um processo de mentoria, que será iniciado após a Solenidade de Premiação. Essa mentoria ocorrerá de forma online, com dedicação de ao menos 4h por mês para troca de experiências com profissionais capacitados na área de elaboração e apresentação de projetos e no campo técnico. A duração do processo será de 3 meses.

Passagens nacionais dos finalistas 

A Comissão Organizadora se reserva o direito de selecionar menos de 5 ou mesmo nenhum projeto finalista, caso a qualidade dos trabalhos não seja
considerada satisfatória. Os custeios relativos a translado residência – rodoviária/aeroporto – residência serão de responsabilidade de cada autor de trabalho.

Outra ponto importante: será realizado o custeio da passagem das capitais estaduais de até 5 autores principais dos projetos finalistas (1 autor por projeto) para São Paulo. Pelo menos um autor de cada projeto finalista deverá participar. Acesse aqui a íntegra do edital.

Confira, a seguir, as escolas visitadas pelo JPS e como ocorreram as atividades.

Visita 01:  Escola Municipal 1º de Maio – Guarujá/SP

No dia 28 de fevereiro, a Escola Municipal 1º de Maio, na cidade de Guarujá/SP, recebeu a visita dos embaixadores do Prêmio. Segundo Lilyany Andrade embaixadora do SJWP e Coordenadora do JPS Baixada Santista: “Foi gratificante ver o interesse que os jovens tiveram no prêmio. Existem já algumas duplas formadas e empenhadas em desenvolver projetos. Surgiram muitas dúvidas, porém todas esclarecidas, e a escola se empenhará em ajudar os jovens no que precisarem”.

Visita 02: Escola Municipal Hilda Nunes dos Santos – Contagem/MG

No dia 13 de março, as integrantes do JPS-MG estiveram na Escola Municipal Hilda Nunes dos Santos, no município de Contagem/MG. As engenheiras ambiental Débora Móller e Raiane Martins apresentaram aos alunos informações sobre o prêmio e tiraram dúvidas quanto à inscrição. Segundo as embaixadoras, os alunos ficaram bem interessados e ao final fizeram várias perguntas. O pedagogo Fabio Osvaldo Silva é um dos entusiastas e pretende incentivar os alunos da escola a participar do prêmio.

Visita 03: Escola CEEFMTI Assisolina Assis Andrade – Vila Velha/ES

No dia 15 de março, a engenheira Priscilla Basilio Cardoso Barros Trindade, coordenadora adjunta do JPS Espirito Santo, e o estudante de Engenharia Sanitária e Ambiental, Daniel Lucas Prudêncio, ministraram uma palestra na Escola CEEFMTI Assisolina Assis Andrade, do bairro Aribiri, no município de Vila Velha – ES. Na ocasião, os embaixadores SJWP informaram sobre o prêmio, incentivando os alunos a inscreverem projetos. Segundo os jovens profissionais, a experiência foi fantástica, houve grande receptividade e os alunos ficaram empolgados. Além disso, os professores de física, química, português e biologia demonstraram interesse em inscrever projetos ambientais que já vem sendo desenvolvidos na escola.

 

Visita 04: Escola Estadual Doutor Arino de Morais, Belo Horizonte/MG

No dia 18 de março, as engenheiras Bárbara Aiala e Iara Rosso realizaram uma palestra na Escola Estadual Doutor Arino de Morais, localizada no Vale do Jatobá, município de Belo Horizonte/MG. A palestra foi realizada para alunos do Ensino Médio e contemplou temas de educação ambiental, enfatizando o papel dos alunos como agentes de mudança, com exemplos práticos de ações para serem aplicadas no dia a dia. A noção de saneamento básico e sua importância para a dignidade humana foi desenvolvida junto aos estudantes, que demonstraram interesse pela temática. Em seguida, foi realizada a apresentação do SJWP. As informações sobre o que é o prêmio, quais as vantagens de se inscrever e como se inscrever, foram passadas para os alunos que demonstraram interesse em participar.

Houve diversas dúvidas e questionamentos, tornando o encontro gratificante e produtivo para todos os participantes, segundo as JPS. Durante a ação também foi celebrado na escola o Dia Mundial da Água.

Visita 05: Escola Técnica Getúlio Vargas (ETEC GV)-São Paulo/SP

No dia 18 de março, a Escola Técnica Getúlio Vargas (ETEC GV), no bairro do Ipiranga, São Paulo-SP, recebeu a visita da embaixadora do SJWP Maria Fernanda Garrubo Bentubo, coordenadora do JPS-SP. Na oportunidade, foram apresentadas informações a respeito do prêmio gerando grande interesse dos cerca de 30 alunos e professores.  Ao final da apresentação, Maria Fernanda compartilhou como foi a experiência de falar do prêmio na escola onde estudou. “Eu estudei nesta escola, e poder retornar com ótimas oportunidades é fantástico! Eu acredito muito nestes jovens, ainda mais sabendo que têm professores engajados e que acreditam em seus alunos, que passam confiança e dão todo apoio técnico e motivacional necessário. Fiquei muito empolgada na apresentação, pois, se eu fosse eles, não perderia esta oportunidade de materializar todo esforço e dedicação em uma contribuição para o mundo, além de, na maioria dos casos, poder viver uma primeira experiência internacional”, disse ela.

Visita 06: Escola Técnica do Estado de São Paulo (ETESP) – São Paulo/SP

No dia 19 de março, foi a vez da Escola Técnica do Estado de São Paulo (ETESP), no bairro do Bom Retiro em São Paulo/SP, receber a visita dos embaixadores do SJWP. Viviane Santos, assessora do JPS-SP, e Muriel Lana representante do Instituto Iguá (um dos patrocinadores do prêmio), fizeram a divulgação na ETESP para aproximadamente 30 alunos das turmas do curso técnico de Meio Ambiente do primeiro módulo. Para Viviane, “ter a chance de incentivar jovens a colocar a teoria em prática para solucionar problemas ligados ao uso da água e, além disso, poder gerar a oportunidade desses jovens de conhecerem a Suécia, é algo incrível e que me dá muito orgulho. Os alunos se mostraram surpresos acerca do prêmio e, posso dizer, ficaram sem palavras. Ao final, várias dúvidas foram sanadas e a turma demonstrou grande engajamento e interesse na participação”, contou.

Visita 07 – Instituto Federal de Minas Gerais de Ibirité/MG

No dia 20 de março, o JPS-MG, representado pelo engenheiro civil André Horta e pela engenheira ambiental Débora Móller, foi recebido pelo Instituto Federal de Minas Gerais de Ibirité para apresentar o SJWP. De acordo com os embaixadores, o diretor, Oiti José de Paula, e a engenheira ambiental e professora do IFMG, Thaís Felicori, apresentaram grande interesse e entusiasmo com o prêmio, principalmente no incentivo aos alunos que estão cursando o Técnico em Sistemas de Energia Renovável.

Visita 8: Escola Estadual Doutor Arino de Morais – Vale do Jatobá, Belo Horizonte/MG,

No dia 02 de Abril, a engenheira Bárbara Aiala voltou à Escola Estadual Doutor Arino de Morais, que fica no Vale do Jatobá, Belo Horizonte/MG, abordando as turmas que não participaram da palestra do dia 18. A palestra foi direcionada a alunos do ensino médio e contemplou temas de educação sanitária e ambiental, enfatizando o papel dos alunos como agente de mudança, com exemplos práticos de ações para serem aplicadas no dia adia. A noção de saneamento básico e sua importância para a dignidade humana foi desenvolvida junto aos estudantes, que demonstraram interesse pela temática.

Em seguida, foi feita a apresentação sobre o prêmio: quais as vantagens de se inscrever e como se inscrever, além de mensagens de motivação para que os alunos participassem.Segundo Bárbara, os jovens presentes demonstraram interesse  pela palestra e participaram com seus questionamentos, tornando o encontro gratificante e produtivo para todos os participantes.

 

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: