Últimas Notícias

RWW/PNQS: CT Indicadores promove reunião sobre melhorias do GRMD para 2019

A Câmara Temática de Indicadores de Desempenho para o Saneamento Ambiental ((CTIDSA) realizou, no dia 27 de novembro, durante a primeira Rio Water Week – Semana da Água no Rio brasileira, no Riocentro/RJ, a sua 17° reunião. Este é um encontro tradicional realizado nas edições dos Seminários de Benchmarking do PNQS – Prêmio Nacional de Qualidade do Saneamento Ambiental, que neste ano aconteceram simultaneamente à nova iniciativa da ABES (para ver fotos do evento, clique aqui).

“O foco principal da reunião da CTIDSA foi o Guia de Referência para Medição do Desempenho – GRMD como instrumento para 2019”, explica o biólogo Sandro Adriani Camargo, coordenador da Câmara. A reunião contou com a presença de 30 pessoas de empresas de saneamento (usuários e colaboradores). Uma parte formada por colaboradores voluntários antigos da Câmara de Indicadores, além novas pessoas que participaram pela primeira vez, segundo Sandro.

A discussão girou em torno das melhorias para o GRMD para 2019. Uma das situações que ficaram definidas, de acordo com ele, é a de trabalhar com versões para ir efetuando a atualização do Guia. “Até porque o PNQS será lançado mais cedo este ano e o GRMD é parte do material utilizado no processo”, frisa. “De qualquer forma, definimos que qualquer alteração importante será feita e vamos criar novas versões para disponibilizar um instrumento que seja o melhor possível dentro das nossas condições para o setor e para as organizações que queiram utilizar, independente de participarem ou não do PNQS”, explica Sandro.

Pesquisa anual

Outro assunto abordado foi a mudança na periodicidade da aplicação da pesquisa que é encaminhada para os participantes do PNQS em relação ao uso dos indicadores do GRMD, efetivamente ou não, para identificar qual é a importância que as organizações que participam do Prêmio vêem na relação aos indicadores que constam no Guia. “Esta era uma pesquisa que costumávamos aplicar a cada 2 anos. Devido ao grande número de participações no PNQS Ciclo 2018 (55 organizações), vamos aproveitar esta amostragem e independentemente de ter aplicado a pesquisa no ano passado, vamos aplicá-la novamente em 2018 para avaliar e ver qual é a percepção de importância dos indicadores para as organizações”, destaca.

Indicador de perdas

Também foi discutido na reunião sobre o indicador que não estava mais sendo utilizado e foi trazido de volta para o GRMD: o indicador de índice de perdas na distribuição – o ISP27, que pegamos do SNIS – Sistema Nacional de Informação no Saneamento. “Estávamos utilizando outro, que é o índice de perdas em litro por ligação/dia, recomendado pela IWA. E muitas pessoas têm entendimento melhor de percentual, que é o caso do IPD. Mas identificamos que tem um problema nesse indicador para sistemas mais complexos que tem a ver com volumes exportados – quando uma organização exporta um volume de água para outro município. Então, quando se faz o computo geral dos valores, que vai gerar o resultado de perdas, do jeito que está na fórmula, existe um problema, dando um resultado que não é o correto”, argumenta.

Sandro adianta que o assunto já foi discutido com a Câmara Temática de Perdas e Eficiência Energética da ABES, que é coordenada pelo engenheiro Ricardo Röver Machado. A ideia, conforme ele, é fazer um encaminhamento ao SNIS a respeito desta questão. “Uma parte [dos integrantes] concorda com o tipo de encaminhamento que estamos tratando com a CT de Perdas, mas também colocamos para algumas organizações que iremos fazer uma simulação. Fizemos na CORSAN e na CESAN, e agora vamos fazer na SABESP e na DESO para que possamos emitir um conceito em relação a esse entendimento nosso de que há um problema em relação à fórmula”, afirma. Conversei com o eng. Mário Bággio, que é um especialista bastante conceituado em perdas, sobre o tema e surgiu uma forma mais simples de corrigir o problema, e que vamos levar em consideração para o encaminhamento para o SNIS”.

Informações e resultados via web

Outro item da pauta foi a questão do sistema de indicadores que está sendo criado nessa parceria com o CNQA – Comitê Nacional da Qualidade ABES para o lançamento das informações das participantes do PNQS no sistema via web. Um trabalho que está sendo realizado em parceria com o CNQA e a Engineering, que é a desenvolvedora do sistema. “Vimos isso como um grande avanço. É um sonho que tínhamos enquanto Câmara Temática de Indicadores, o CNQA conseguiu viabilizar isso e estamos trabalhando juntos. Tecnicamente, passando as informações, as variáveis e ajuda com exemplos de representações gráficas com relação aos relatórios que podem ser gerados. Entendemos que parceria vai gerar bons frutos para o setor”, enfatiza o coordenador.  Sandro Camargo conta que a partir do ano que vem – já é uma vontade do CNQA, e da CT-, em relação às informações dos relatórios de gestão dos participantes do PNQS, o critério 8 (de resultados) não vai mais entrar como um componente do relatório junto com outros critérios. “As organizações lançarão os resultados diretamente no sistema, o que facilita para garantir mais confidencialidade das organizações e vai ajudar também na confiabilidade das informações. As organizações vão alimentar com as variáveis e o próprio sistema vai rodar as fórmulas e gerar os resultados”, conclui.

Leia também:

Relatorias da Rio Water Week estarão disponíveis online em janeiro

Premiação do PNQS 2018: “Oscar do Saneamento” contempla as melhores em gestão e apresenta novidade para 2019/2020

A Rio Water Week pelo olhar de um Jovem Profissional do Saneamento

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento encerra ciclo 2018 com grande festa do saneamento

RWW: eventos paralelos apresentam a Uniabes, relatórios da Unesco e iniciativas inovadoras de empresas

Uniabes na Rio Water Week

Rio Water Week é destaque na mídia nacional e internacional

Entrevista/PNQS 2018: Gerência Comercial Centro-Oeste da DESO é umas das reconhecidas com Troféu Quíron Bronze na categoria AMEGSA

Especialistas internacionais elogiam a Rio Water Week

Rio Water Week: ABES e Lis Water, de Portugal, assinam Termo de Cooperação

Feira da RWW apresenta as inovações no saneamento

JPS presente na Rio Water Week

Rio Water Week: sessões especiais sobre saneamento são destaques no último dia do evento

Com grande público, Espaço Startup ABES 2.0 na Rio Water Week premia projetos inovadores para o saneamento. Conheça os vencedores 

PNQS 2018: segundo dia tem apresentações do PEOS e abertura de Seminário de Benchmarking AMEGSA

PNQS 2018 – propostas inovadoras no Seminário IGS

Rio Water Week: veja como foi a participação das Câmaras Temáticas da ABES

Rio Water Week: mudanças climáticas e Water and Business marcam segundo dia do encontro

Rio Water Week: especialistas brasileiros e internacionais trocam experiências

Rio Water Week: Semana da Água, evento inédito que faz história no Brasil

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: