Últimas Notícias

Congresso da ABES em Natal: palestra do presidente da Sanepar, debate sobre o Marco Legal e premiação marcam último dia do evento

Quem já foi pro Rio Grande do Norte sabe que nos passeios de buggy a primeira coisa que o bugueiro pergunta é: ´você quer sem emoção (andar nas dunas mais baixas) ou com emoção (dunas enormes)?´A máxima vale para o Congresso da ABES em Natal: foi com muita emoção, do começo ao fim! O  30º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental e a 12ª Fitabes – Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento Ambiental, que terminaram dia 19 de junho, em Natal, foi sucesso de público e de realização, contemplando a última das três palestras magnas, com o presidente da Sanepar, Claudio Stabile, 14 painéis e dois diálogos setoriais, um deles discutiu com entidades a questão da revisão do Marco Legal do Saneamento e reforçou o convite da ABES por um pacto nacional pelo saneamento (leia mais aqui). E não poderia ter se encerrado de maneira melhor: repleto de premiações e homenagens.

Painéis

Palestra Magna, com Claudio Stabile, presidente da Sanepar (leia mais aqui)

Márcio Gonçalves, presidente da ABES-SP, coordenou o Painel Eficiência Operacional, que ainda conta com a participação de Luiz Roberto Gravina Pladevall, vice-presidente da seção, e dos diretores Carlos José Teixeira Berenhauser e Nivaldo Rodrigues da Costa Jr.

O Painel “Segurança da informação em infraestruturas críticas” foi coordenado por Ricardo Carvalheiro, do Departamento de Sistemas de Informação – CIS da Sabesp.

Luiz Alberto Arend Filho, da Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério Regional do Desenvolvimento Regional, coordenou o Painel Qualidade de projetos de drenagem e manejo de águas pluviais: desafio para o desenvolvimento do setor.

Já o Painel “Tecnologias, conhecimento e inovações na área de gestão de perdas teve coordenação de Ricardo Röver da ABES-RS e coordenador das Câmaras Temática (nacional) e Técnica (estadual-RS) de Gestão e Controle de Perdas e Eficiência Energética.

O Painel 5 debateu “A sustentabilidade financeira dos sistemas de limpeza pública e do manejo dos resíduos sólidos urbanos, os consórcios públicos na área resíduos sólidos, a logística reversa e a desoneração do poder público. A coordenação ficou por conta de José Dantas de Lima da ABES-PB.

O Painel “Estado da arte de sistemas condominiais de esgotamento sanitário”, foi coordenado por Josemá de Azevedo.

Renato Samuel Barbosa de Araújo, do IFRN, coordenou o Painel que discutiu sobre o tema “Energia Eólica”.

Com sala lotada, o Diretor Nacional da ABES, Álvaro Menezes da Costa, coordenou o Painel “Exemplos de PPP no saneamento, o sucesso e as oportunidade de melhoria”.

O Painel “Futuro profissional do saneamento”, foi coordenado por Mário Baggio da WaterDB. Álvaro Diogo Teixeira, coordenador nacional do JPS, também participou do sessão.

O Painel “Contratos por performance” teve coordenação de Maycon Rogerio Abreu da Sabesp.

O Painel “A Importância do advogado sanitarista para a tomado de decisão dos gestores no setor de saneamento básico”, foi coordenado por Karina Alencar da CEDAE.

Luiz Fernando Orsini Yazaki da ABES e FIESP, coordenou o Painel “A Prestação de serviços de drenagem e manejo de água pluviais no Brasil: diagnóstico e perspectivas para o setor”. O diretor da ABES-DF, Marcos Helano Fernandes Montenegro também participou do painel.

O Painel “Energias alternativas na área de saneamento”, teve coordenação de Andrea Matos da Sabesp.

Juliana Dutra, coordenadora adjunta da Câmara Temática de Prestação de Servilços da ABES, coordenou o Painel “Inadimplência em áreas de alta vulnerabilidade já regularizadas”.

Diálogos setoriais

“Estruturas Tarifárias e Políticas de Subsídios”, coordenado por Luiz Antônio Oliveira, da Arsesp.

Painel das entidades do setor de saneamento discutiu a revisão do Marco Legal do Saneamento, com coordenação de Roberval Tavares de Souza, presidente nacional da ABES. O debate contou com participações de Aparecido Hojaij, da Assemae, Hélio Castro, representando a ABAR, Marcel Sanches, pela AESBE, e Paulo Roberto de Oliveira, pela Abcon.  

Visitas Técnicas

Visita Técnica à ETE Jaguaribe

Espaço Água – Exposição Interativa

O Espaço Água recebeu visitas de estudantes e crianças da Creche Escola Aquarela para atividade lúdicas.

Espaço de imersão pelo universo dos resíduos sólidos: qual o nosso papel como cidadãos;

Oficina de Reciclagem

Viva Coleta Seletiva – Ser catador de materiais recicláveis;

Nosso Rio: uma jornada em realidade virtual por um dos rios mais importantes do Brasil: Pinheiros

Casa do Amanhã – qual o futuro do saneamento ambiental e como ele estará presente em nossas casas.

E o estande Caern com tetro de fantoches sobre questões ambientais.

 A professora Ana Luiza de Araújo, que visitou o espaço com seus pequenos alunos, relatou que eles adoraram. “Muitas experiências legais”, disse. “Faltou só o amiguinho Mário que foi ´forrozar´em Mossoró”, brincou ela em sua rede social.

Kelly Enne Martins, de 14 anos, visitou o estande da Sabesp no Espaço Água e contou sobre a experiência de com a tecnologia da realidade virtual.  “Ainda tem pessoas e empresas que jogam lixo nos rios, causando a poluição dos mananciais. É importante que a gente só jogue lixo no lixo e faça a separação correta para a coleta seletiva, que ajuda muitas famílias de catadores de lixo que se mantém através da venda desses materiais”, disse a estudante.

O estudante Tiago Correia, de 12 anos, visitou o Espaço Água com os colegas da Escola Municipal Professora Josefa Botelho e aprendeu importantes lições sobre preservação ambiental. “Eu aprendi que quando eu fecho a torneira enquanto escovo os dentes ou passo sabonete no corpo eu estou economizando água e ajudando a preservar o meio ambiente”, contou.

A professora Carla Amorim aproveitou a visita com seus alunos ao espaço para reforçar os ensinamentos que vêm sendo ensinados em sala de água. “Durante a visita as crianças estão recebendo informações valiosas sobre uso racional da água e a importância do saneamento básico para nossa saúde. E o mais importante: Eles tornam-se multiplicadores desse conhecimento em suas casas, na vizinhança, entre seus amigos”, ressaltou a educadora.

Cerimônia de encerramento: premiações e homenagens e muita emoção

O encerramento do Congresso da ABES foi marcado por muita alegria e emoção com as premiações dos vencedores das atividades (Espaço Startup, Campeonato de Operadores e Olimpíadas JPS, melhores trabalhos técnicos – oral e pôster, prêmio por participação, além de homenagens ao diretor nacional para a Região Nordeste, Josivan Cardoso e à equipe da ABES pela dedicação na realização do evento.

“O Congresso é um legado que a ABES deixa no Nordeste e em nosso estado (RN). Fica o agradecimento desses que são potiguares, natalenses e todos os nordestinos pela realização do evento”, disse Josivan, que foi homenageado pelo programa Jovens Profissionais do Saneamento – JPS. “Não tivemos dúvida que colocamos amor para esta realização. Em nome do saneamento de quem fez esse congresso estar dessa forma. Foi um congresso muito bom que teve a participação, o esforço e o amor de todos os envolvidos. Muita gratidão. Agradecemos à diretoria e aos conselheiros por terem acreditado no Rio Grande do Norte. Foi o melhor congresso de todos os tempos”, enfatizou o engenheiro. Em outro momento, tomado pela emoção, Josivan recordou os importantes e belos ensinamentos do pai – já falecido – que traz consigo até hoje.

A presidente da ABES-RN, Geny Formiga também se emocionou ao subir no palco para falar da realização. “Que alegria e satisfação desse sonho que iniciamos em 2013 e que estamos finalizando hoje”, disse, com voz embargada. “Falamos que seria o melhor congresso e acho que conseguimos. Que Curitiba (sede do 31º Congresso da ABES, em 2021) consiga superar. Quero agradecer a todos. Fazemos com amor e prazer. E quero dedicar ao Cícero Onofre (grande colaborador da ABES-RN, que morreu em 2017), que batalhou muito para o congresso ser realizado aqui e hoje não está mais entre nós. Ele era um homem muito querido e que faz muita falta para todos”, ressaltou, sem conseguir conter as lágrimas. “Estou muito feliz. O congresso foi além da nossa expectativa. Agradeço à Caern, em nome do nosso presidente, que chegou há pouco tempo em nossa empresa e que foi de fundamental importância para todo apoio que a ABES recebeu. Agradeço à equipe da ABES-RN, Nacional e todas as seções e presidentes que torceram para que isso desse certo. Reforço o convite para que todos estejam em nosso próximo Congresso da ABES, em Curitiba”, concluiu Geny.

Prêmio Enaldo Cravo Peixoto de Melhor trabalho técnico oral

Vencedor: trabalho Índice de saneamento: a criação de um índice de preço próprio para o setor

Autor: Cintia Maria Ribeiro Vilarinho

Recebeu o prêmio: Vanessa Fernandes Schmitt pela vencedora

Prêmio trabalho pôster

Vencedor: “Avaliação da biodegrabilidade e ação de efeitos inibitórios associados à digestão anaeróbia de fármacos”

Autores: Míriam Cristina  Santos Amaral, Bárbara Caroline Ricci, Aline Amaral Madeira, Brenda Melina Antunes Marinho e Ayanne Macelly Jardim Figueiró.

Prêmio por participação em Congresso

Vencedor: Lúcio Henrique Bandeira, presidente da ABES Seção Rio de Janeiro, que recebeu a homenagem por ter participado 10 congressos da ABES.

Prêmio por apresentação de trabalhos

Vencedores:

Joel Dias da Silva

Aurélio Pessoa Picanço, presidente da ABES Seção Tocantins (ABES-TO), com seis trabalhos técnicos apresentados

Rainier Pedraça de Azevedo, presidente da ABES Seção Amazonas (ABES-AM), com seis trabalhos técnicos apresentados

Campeonato de Operadores

Os ganhadores em primeiro lugar ganharam uma inscrição com passagem e hospedagem para participar do 31º Congresso da ABES em Curitiba, em 2021.

Prova instalação e ajuste da válvula redutora de pressão – VRP.

Vencedor: Carlos Sérgio da Silva Carvalho (Copasa)

Prova Montagem de padrão e ramal de ligação de água

Vencedor: José Francisco Vogt (Corsan)

Prova Serviços operacionais em cavalete múltiplo

Vencedor: Leando Antônio Dionízio (Copasa)

Prova Eletromecânica

Vencedores: Jhonatan Tafarel de Souza e Deivid Luiz Petry  (Corsan)

Espaço Startup

O ganhador em primeiro lugar, Luis Carlos Mendes Santos, levou para casa o prêmio de 8 mil reais + um passaporte de fast tracking para etapa final do Concurso Acelera Startup 2019 da Fiesp, com o trabalho “Microturbina para geração de energia elétrica em tubulações de abastecimento de água”.

O segundo lugar, Flávia Vitoi de Souza, ganhou 4 mil reais, com o trabalho “Refilme – salvando o planeta, uma garrafa por vez”.

O terceiro lugar, Julio Cesar Carneiro, faturou 2 mil reais, com o trabalho “NB² things conecting everyting saneamento 4.0”

Hackaton

A equipe vencedora do prêmio de mil reais foi a “Autodepuração”, composta por Clécio de Albuquerque Melo Junior, Gabriela Buarque de Souza Santos, Mariana Lopes Araújo Medeiros de Melo, Matheus Dantas Godeiro e Patricia Cristina Bandeira de Melo.

Olimpíadas JPS

Os vencedores das Olímpiadas do programa Jovens Profissionais do Saneamento foram contemplados com uma inscrição no 19º Silubesa, que acontecerá em Recife, Pernambuc0, em 2020.

1º Lugar: Equipe Ema Chapada, formada por membros do JPS Goiás, JPS Rio de Janeiro e JPS Sergipe – Marcos Chataque, Erasmo Junior, Lucinara Moreira Floriano e Osmar Kualhato Junior.

2º Lugar: Equipe “Uai + Tche”, união do JPS Minas Gerais com o JPS Rio Grande do Sul. Membros; Luciano Barros Zini, Mariana Mattos, maria Augusta Boniatti Libardoni e Witan Pereira Silva.

Opinião do público 

O Congresso da ABES em Natal foi marcante para todos os envolvidos desde organizadores, palestrantes, expositores e participantes do maior evento de saneamento no país. Confira abaixo alguns depoimentos de pessoas que tiveram  a oportunidade de viver esta grande experiência.

Como a  engenheira ambiental do Tocantis, Giovanna Campos, que deixou um relato emocionado sobre o evento. “O 30° congresso da ABES foi fantástico, experiência única. Cada palestra assistida, cada profissional experiente passando um pouquinho do seu conhecimento, relatando sua história no saneamento, me deixou totalmente encantada, viajando como uma criança quando ouve um conto de fadas (risos). Obrigada por todos os momentos que passamos juntos, pelo conhecimento repassado, pela receptividade. Hoje percebi que essa foi minha melhor experiência acadêmica. Foi lindo galera! Agora, eu entendo porque a ABES é o maior encontro de Saneamento da América Latina. Obrigada por tudo, até Curitiba, em 2021!”, concluiu Giovanna, que ainda deixou agradecimento especial para o diretor nacional da ABE para a Região Nordeste, Josivan Cardoso, e para a presidente da ABES-RN, Geny Formiga.

“A ABES é a nossa referência nacional no setor de saneamento. Esse é um evento determinante para o setor, onde a gente se encontra, consegue ver e apresentar tecnologia e desenvolver as nossas atividades. Nós voltamos para nossas empresas com motivação para executar e melhorar nosso setor. Isso que é a essência do congresso. Eu venho participando e apresentando trabalhos, temos que brigar pelo saneamento independentemente de qualquer coisa devemos trabalhar em prol do saneamento para ser eficiente e extensivo a todos. E o congresso é determinante nesse processo”. Victor Faria (engenheiro civil da Cedae).

“O Congresso foi muito proveitoso, estamos adquirindo mais conhecimentos, que é primordial para o nosso desenvolvimento e atuação profissional, não só dentro da Sabesp, mas também podendo contribuir como sócio da ABES. Tomamos conhecimento das inúmeras inovações tecnológicas e também ações desenvolvidas em âmbito nacional em prol do saneamento, que não é só água e esgotos, mas à luz da Lei 11.445/07 questões de tratamentos de resíduos e drenagem. O país tem mais de cinco mil municípios, e a maioria não tem Planos Municipais de Saneamento, municípios com dificuldade de ter o mínimo necessário para instituir e elaborar esses planos, para começar a trabalhar as questões de saneamento e universalização do atendimento”. Fábio Severo (Sabesp).

“Achei interessante a interação com as outras empresas de saneamento porque a gente acaba pegando muitas dicas de trabalhos desenvolvidos por outras empresas com ideias que podem ser aproveitadas na Caern”. Ana Luiza Nascimento (engenheira civil da Caern).

“Foi muito bom apresentar pela primeira vez. Foi uma troca de experiência sensacional, e acho que mais gente da Companhia deveria fazer mais trabalhos, porque essa troca de informações é muito importante”. Rodrigo Nascimento – técnico da Caern, que apresentou trabalho no evento.

“Teve vários assuntos interessantes, como a palestra de energias. A parte toda de abastecimento de água e esgotamento vai por bombeamento, então é importante ter bastante disponibilidade de energia, tudo funciona por energia. Também tem bastantes estandes, de produtos novos, deu para se atualizar, foi bem bacana”. Alexandre Salani (Corsan).

“Gostei muito! A palestra de regulação foi interessante, outra sobre a questão de estrutura tarifaria uma discussão que vem bastante à tona, e muitos trabalhos na área de eficiência energética, no sentido de agregar produtos novos, em geração de energia a partir da distribuição de água, porque temos esse potencial a ser investido. Pessoas muito capazes, principalmente nas plenárias. Evento de alto nível”. Vanderlei Silva (engenheiro civil da Cesan).

“Achei interessante, um evento ímpar na nossa região, para a área técnica, em especial de engenharia, em que atuo, muito importante. Vemos as últimas tecnologias, informações na engenharia sanitária, e veio agregar valor, informação para atuarmos melhor e mais assertiva, com destaque para os cursos e painéis onde nos atualizamos e vemos as tecnologias de outro ângulo. Para mim, o congresso veio para revolucionar”. Salatiel Venâncio (engenheiro civil Caern).

Para Érica Andrade Rebouças, 32 anos, de Vitória/ES, tecnóloga em Saneamento Ambiental, engenheira civil e mestre em Engenharia de Desenvolvimento Sustentável, funcionária na Companhia Espírito Santense de Saneamento (CESAN), participar do Congresso é importante para ter uma nova visão sobre o mercado, conquistar uma vaga e a regulamentação da profissão. “A participação no Congresso ABES permite que o tecnólogo possa se enxergar em vários processos que foram abordados e nas temáticas discutidas. Que a gente consiga vislumbrar várias áreas de atuação e que nossa formação seja suficiente para conquistar uma vaga no mercado do saneamento e do meio ambiente. As empresas estão abertas para os tecnólogos. Vimos vários deles na feira atuando em grandes empresas. A gente precisa se juntar para fortalecer a profissão, ser bem quisto no mercado e em concursos públicos e conquistar um espaço maior. Que não seja necessário que o tecnólogo tenha uma segunda formação para se inserir no mercado. O Congresso mostrou isso, que precisamos nos juntar para a regulamentação da profissão e sermos reconhecidos pelos conselhos”, afirmou a tecnóloga

A paraibana Lívia Poliana Santana Cavalcante, 31 anos, tecnóloga em Gestão Ambiental, bióloga e mestre e doutora em Recursos Naturais, docente vinculada ao Departamento de Biologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), contou como foi a sua participação no Congresso. “Há uma década atuo na área de gestão de resíduos sólidos, e os congressos promovidos pela ABES contribuem significativamente para minha capacitação e atualização profissional. Acredito que a participação do tecnólogo nos eventos promovidos pela ABES é de suma importância, a qual é possível aliar a teoria à prática sob uma perspectiva inovadora e motivadora de novos paradigmas, principalmente se desejamos alcançar o tão sonhado desenvolvimento sustentável”, finalizou

Jéssica Vitória Silva Mesquita, 27 anos, de Goiânia/GO, graduada em Tecnologia em Saneamento Ambiental pelo IFG-GO e especialista em Engenharia Sanitária e Recursos Hídricos, trabalha como analista em Saneamento na Saneago. “O congresso é uma grande oportunidade de conhecimento, reciclagem, troca de experiências, contato com novas pessoas, bem como novas tecnologias. Nesse ponto é importante mencionar que o congresso da ABES, sendo uma porta de entrada para essas novas tecnologias, representa um componente fundamental na expansão do conhecimento do tecnólogo, uma vez que esse profissional é apto e deve buscar aplicar essas técnicas com o máximo de eficiência. A dinâmica que se atinge em um congresso, somada à capacidade desse profissional em otimizar e direcionar ideias, traz um ganho sem tamanho à sociedade e para mim, que como tecnóloga tive a oportunidade de aprender mais, interagir com outras categorias e pessoas, bem como conhecer e compreender realidades diferentes”.

Festa de encerramento – Arraiá da ABES

Realizada pela primeira vez no Congresso da ABES, a animada festa de encerramento – Arraiá da ABES aconteceu no Centro de Turismo de Natal e contou com a participação de Moacir do Repente, que homenageou com seus versos todos os estados brasileiros, e muito forró com Isaque Galvão.

Congresso em Natal: mais um grande sucesso

O maior, mais qualificado e expressivo evento do setor no país, que foi realizado (de 16 a 19 de junho), pela segunda vez em Natal/RN, após 26 anos, juntamente com a 12ª Fitabes – Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento Ambiental, novamente um grande sucesso.

Os números: foram 6 mil pessoas envolvidas (no antes, durante e depois) na organização e realização do evento; 3 mil inscritos no congresso; 4 mil visitantes da Fitabes; 43 empresas e instituições participantes; mais de 700 profissionais da área como expositores, mais de 500 livros vendidos, seis novos títulos lançados, 43 painéis, 10 diálogos setoriais,  mais de 45 trabalhos em pôsteres; mais de 590 trabalhos orais e mais de 3 mil visitantes no Espaço Água – Exposição interativa, a grande novidade da 30ª edição do Congresso da ABES.

Leia também 

Congresso da ABES em Natal: confira as atividades do JPS no evento

Congresso da ABES em Natal: veja como foi a participação das Câmaras Temáticas

Congresso da ABES em Natal: expositores exaltam sucesso em participação na Fitabes

Em painel das entidades sobre o Marco Legal, ABES reforça o chamado para um pacto pelo Saneamento no Brasil

Congresso da ABES em Natal: palestra do presidente da Sanepar, debate sobre o Marco Legal e premiação marcam último dia do evento

Congresso da ABES em Natal: Claudio Stabile, presidente da Sanepar, ministra última Palestra Magna do evento

Congresso ABES: veja como foi o segundo dia do evento

Congresso da ABES: Paulo Câmara, Governador de Pernambuco, conta sobre a experiência com parcerias-público privadas no Estado

Congresso da ABES em Natal: veja como foi o primeiro dia do evento

Congresso da ABES: especialistas debatem os rumos do saneamento no contexto do Marco Regulatório

Fátima Bezerra, Governadora do Rio Grande do Norte, abre o primeiro dia de palestras do Congresso da ABES

Congresso da ABES: cerimônia de abertura celebra inovação e inclusão no saneamento

Novidade no Congresso da ABES, Espaço Água é aberto em Natal/RN

Cobertura Natal 

Assessoria de Comunicação da ABES

Ana Paula Rogers

Suely Melo

Roberta Rodrigues

Clara Zaim

Créditos das fotos: FotoCongresso e Equipe ABES

Participe! Seja o primeiro a comentar

Dicas, comentários e sugestões

Seu e-mail não será publicado.




Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: